Projeto leva informação e prevenção para a população de Luiz Antônio

De 13 a 27 de janeiro, famílias de cidade do interior de São Paulo receberão visitas de alunos da USP em Ribeirão Preto

Por - Editorias: Extensão
Projeto Migrar, dos alunos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população – Foto: Divulgação via Facebook

.
De 13 a 27 de janeiro, cem famílias da cidade de Luiz Antônio, interior de São Paulo, receberão visitas domiciliares de estudantes da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP para avaliação de saúde, dentro do
Projeto Migrar.

Segundo o coordenador do projeto, Alvaro Luís Lamas Cassago, nessas visitas serão feitos exames laboratoriais de parasitologia, hematologia e uroanálise. Os exames ocorrerão em laboratório ambulante e as famílias serão selecionadas pela Secretaria da Saúde do município. Os estudantes também levarão informação sobre a prevenção e cuidados com doenças como hipertensão, diabete e colesterol, além de incentivar a prática esportiva e a alimentação saudável. Ainda serão oferecidas atividades de entretenimento e diversão, como cinema, para jovens e crianças.  

Projeto Migrar

O Projeto Migrar é uma iniciativa dos estudantes da FCFRP e teve início em janeiro de 2017, na cidade de Serra Azul, onde participaram cerca de 30 alunos, por um período de 15 dias.  O nome “migrar” leva ao pé da letra a dinâmica do projeto, ou seja, os alunos literalmente se mudam, durante 15 dias, para o município onde serão realizadas as atividades.

O objetivo é disseminar conhecimento sobre saúde e práticas que melhorem a qualidade de vida da sociedade e tem parceria das prefeituras municipais e secretarias de saúde. O professor responsável pela equipe em 2018 será o professor Marcelo Dias Baruffi.

Mais informações: projetomigrar@gmail.com

Júlia Gracioli

Textos relacionados