De latim a mangá, USP oferece cursos na área de humanidades na capital

FFLCH é a unidade que mais oferece cursos de extensão, em média, 200 por ano

Por - Editorias: Extensão
Oficina de Mangá: Teoria e Prática é um dos cursos oferecidos pela FFLCH tanto para a comunidade USP como para o público geral – Foto: Visualhunt

.
A meta de fazer cursos para se aperfeiçoar e obter mais conhecimento está entre as resoluções de final de ano mais comuns. Por isso, o início do ano é o momento de ficar atento aos cursos que já estão previstos. A Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) é a unidade da USP que mais oferece cursos de extensão, em média, 200 por ano. Em 2017, foram 167 cursos, frequentados por 4.659 pessoas.

Cerca de 25 cursos já estão com matrículas abertas ou agendadas para abrirem no próximo mês. São atividades voltadas para alunos de graduação e pós-graduação, professores do ensino fundamental e médio, e o público em geral, na área de humanidades, como ciências sociais, filosofia, geografia, história, letras, artes cênicas, audiovisual, entre outras.

Cursos sobre diversas culturas

A história da África e do negro no Brasil pode ser melhor conhecida com os cursos Introdução aos Estudos de África – Módulo I Aspectos da Cultura e da História do Negro no Brasil Módulo II.

Esses cursos são organizados pelo Centro de Estudos Africanos (CEA) da FFLCH e são ministrados de acordo com as leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08, que tornam obrigatório o ensino das culturas e histórias dos povos afrodescendentes e indígenas na escola brasileira.

Dois cursos têm os professores da rede pública como público-alvo, por serem de atualização da área: O papel da gramática tradicional e da reflexão linguística no ensino de língua portuguesa e Programa de Desenvolvimento do Ensino e Aprendizagem Mediada de Geografia.

Os interessados em língua e cultura japonesa podem fazer cursos relacionados à tradição como Caligrafia japonesa/Shodô: introdução – que proporcionará contato e aprendizado da escrita tradicional japonesa –, Cerimônia do Chá – uma das artes tradicionais que sintetizam a vivência estética do povo japonês; Ikebana (Arranjo de Flores) – Estilo Sogetsu – uma das artes japonesas mais conhecidas no mundo.

Também sobre o Japão, mas voltado à cultura contemporânea, tem a Oficina de mangá: teoria e prática – história em quadrinhos japonesa, conhecida por suas características peculiares, como olhos grandes e expressivos, cabelos coloridos e em diferentes formatos.

No ano em que a Copa do Mundo de Futebol  será realizada na Rússia, o curso Russo no Campus -Módulos I e III (que falta ser homologado, por isso ainda não consta na página do Serviço de Cultura e Extensão) é uma oportunidade de conhecer estruturas básicas da língua russa e obter informações complementares relativas à história e à cultura.

Para conhecer o universo catalão, há opções de fazer Língua e Cultura Catalãs-Níveis I e III e Literatura catalã contemporânea: leituras e traduções.

Na área de Artes Cênicas, o curso O Teatro Norte-Americano no Neoliberalismo: Críticas às Eras Reagan, Bush Jr. e Trump pretende fazer uma incursão no movimento teatral crítico nas eras dos presidentes citados, com o intuito de refletir sobre um teatro que busca pensar questões políticas, sociais, históricas e culturais dentro do contexto do neoliberalismo.

Os interessados no processo de criação de adaptações de clássicos podem fazer a Oficina de Adaptação de Clássicos: Cervantes e Shakespeare e, para aqueles que querem desenvolver obras audiovisuais a partir de suas pesquisas, existe a possibilidade de cursar a Oficina de Escritura Audiovisual-Desenvolvimento de Projeto e Criação no Documentário.

A cultura grega será abordada em Afrodite na Poesia Grega Arcaica e Clássica: mito e erotismo. Enquanto que O Cristianismo de Bizâncio tem o objetivo de apresentar um panorama da história, das estruturas, do pensamento, dos costumes e tradições do cristianismo deste período, que foi de 395 d.C. até 1453 d.C.

Estudantes e profissionais da área de tradução podem fazer Práticas de tradução de textos jurídico-financeiros: módulo iniciante. No curso Princípios básicos de audiodescrição – uma abordagem teórico-prática será apresentada essa ferramenta de acessibilidade, seu campo de atuação e limites de abrangência.

A FFLCH, por ter várias habilitações na graduação em Letras, oferece ainda cursos de línguas que não são comuns de se encontrar nas escolas de idiomas: Latim instrumental clássico e medieval, Língua e Cultura Húngara I, III e VLíngua e Cultura Turca – I, II, III, IV e VLíngua Hebraica Moderna I: alfabetização, noções básicas de gramática e conversação; Língua Iídiche I -TraduçõesLíngua Tcheca I, III e V.

Há cursos gratuitos e pagos (para estes há sorteios de bolsa), cujas datas das matrículas variam. Acesse a página do Serviço de Cultura e Extensão da FFLCH para verificar mais detalhes a respeito, como horários e dias de realização, conteúdo e número de vagas.

Eliete Viana / Assessoria de Comunicação da FFLCH

Mais informações pelo e-mail agenda@usp.br ou pelo telefone (11) 3091-4645.

Textos relacionados