USP divulga segunda lista de classificados no plano de demissão voluntária

Os desligamentos nesta segunda etapa deverão ocorrer entre os meses de fevereiro e março de 2017

Por - Editorias: Comunidade USP
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A Vice-Reitoria da Universidade divulgou, no dia 20 de dezembro, a relação dos 1.011 servidores classificados na segunda etapa do Programa de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV). A lista foi publicada no Diário Oficial do Estado. Os desligamentos deverão ocorrer entre os meses de fevereiro e março do próximo ano.

Estavam aptos a se inscrever no PIDV os servidores técnicos e administrativos regidos pela CLT, com idade até 72 anos e com contrato de trabalho em vigor com a Universidade. Foram excluídos do programa os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e atendentes de enfermagem.

Além das verbas rescisórias a que já teriam direito – como saldo de salário, 13º salário proporcional, férias proporcionais e eventuais vencidas, acrescidas do terço constitucional –, o programa prevê, entres outros benefícios, duas indenizações aos funcionários beneficiados: a primeira, com valor equivalente a um salário por ano de trabalho na USP, até o limite de 20 salários e no valor máximo de R$ 400 mil; e a segunda, equivalente a 40% do saldo do FGTS depositado pela Universidade.

Ampliação

No último dia 8 de novembro, o Conselho Universitário aprovou a ampliação dos recursos financeiros investidos no PIDV, no montante de R$ 206 milhões, o que permitiu o aumento do número de servidores técnicos e administrativos contemplados no programa. Em setembro, a Vice-Reitoria divulgou a relação dos beneficiados na primeira etapa, que contemplou 390 servidores e cujo desligamento ocorreu no último dia 30 de novembro.

A ampliação do programa resultará na economia anual de R$ 239 milhões, o que representará redução de 4,9% nos gastos da Universidade com folha de pagamento.

Na primeira edição do PIDV, realizada em 2015, 1.433 servidores foram desligados da Universidade, representando redução de cerca de 4% dos gastos com o quadro de pessoal da USP.

Da Assessoria de Imprensa da USP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados