Campus de Piracicaba faz campanha de segurança no trânsito

Cerca de 4 mil veículos e 400 bicicletas circulam diariamente na USP em Piracicaba

Por - Editorias: Universidade
Cartaz instalado no bolsão de estacionamento ao lado do Edifício Central – Foto: Gerhard Waller

.
Estudar, trabalhar, caminhar. Com esses propósitos, cerca de 5 mil pessoas circulam diariamente pelo campus Luiz de Queiroz, da USP em Piracicaba. Para conscientizar essa população, constituída de estudantes, servidores, professores e membros da comunidade externa, a prefeitura do campus lançou uma campanha de incentivo ao respeito no trânsito.

Inaugurada durante o período de matrícula dos ingressantes, no mês de fevereiro, a iniciativa alerta sobre educação no trânsito de forma curiosa. Os totens espalhados pelo campus trazem imagens e frases que remetem a personalidades em situação relacionadas ao trânsito. Charles Chaplin, Beatles, Marilyn Monroe, Albert Einstein e o casal Luiz de Queiroz e Ermelinda são a inspiração para as fotos realizadas com estudantes da própria Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP.

Você não precisa ser uma estrela de cinema para dar um show de respeito no trânsito – é a frase estampada em um dos cartazes que remete à imagem de Marilyn Monroe em um de seus filmes.

“Os totens estão posicionados em locais de maior fluxo de veículos e bicicletas e próximo aos bolsões de estacionamento”, afirma Ana Meira, membro da Comissão de Mobilidade Sustentável do campus.

O estudante Carlos Henrique de Almeida, que costuma acessar o campus de bicicleta, lembra que essa ação traz recomendações importantes. “Essa é a primeira ação de conscientização e as frases e fotos chamam a atenção para o respeito à sinalização de trânsito”.

Diariamente, circulam pelo campus cerca de 4 mil veículos e 400 bicicletas e, de acordo com a Comissão de Mobilidade, essa primeira etapa da campanha está prevista para durar dois meses.

O prefeito do campus, professor Fernando Seixas, lembra que essa intervenção terá outras ações futuras. “Essa campanha pretende estabelecer uma integração de esforços entre motoristas, ciclistas e pedestres, para que prevaleça o respeito amplo nos deslocamentos que ocorrem no campus. A proposta é para que ninguém se sinta invadido no seu direito de ir e vir e para que possamos compartilhar nossos espaços de forma harmônica.”

 Caio Albuquerque/ Assessoria de Comunicação da Esalq
.

Textos relacionados