Avaliação em disciplina resulta em protótipo de caminhão betoneira

Alunos do curso de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos aprenderam processos de fabricação utilizados nas indústrias metalmecânicas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Keite Marques/EESC
Protótipo de um caminhão betoneira – Foto: Keite Marques/EESC

Alunos do curso de Engenharia de Produção da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP desenvolveram, por meio da metodologia de aprendizagem baseada em projetos e em problemas (PBL, do inglês Problem-Based Learning), o protótipo de um caminhão betoneira como avaliação da disciplina SEP0285 – Práticas em Processos de Produção.

Durante o semestre, 45 alunos do segundo ano do curso participaram das aulas práticas – para vivência e experimentação dos principais processos de fabricação utilizados nas indústrias metalmecânicas –, oferecidas pelos professores do Departamento de Engenharia de Produção (SEP) responsáveis pela disciplina, João Fernando Gomes de Oliveira e Marino Rezende, e também os professores colaboradores Eraldo Jannone da Silva e Reginaldo Teixeira Coelho, também do SEP.

Para realizar com sucesso o desafio, cada estudante desempenhou uma função estratégica. Divididos em nove grupos de cinco integrantes, eles tiveram que determinar quais processos seriam aplicados na produção das peças indicadas, definindo quais parâmetros, ajustes e tolerâncias dimensionais seriam utilizados para que no final as peças fossem unidas para formação de um conjunto mecânico: o caminhão betoneira.

“No desafio, eles lidam com questões interdisciplinares, tomam decisões e agem sozinhos e em equipe. Por meio dos projetos são analisadas também suas habilidades de pensamento crítico, criativo e a percepção de que existem várias maneiras para realizar uma tarefa. A avaliação é feita de acordo com o desempenho durante a realização e na entrega dos trabalhos”, comentou Silva.

Foto: Keite Marques/EESC
Alunos do curso de Engenharia de Produção responsáveis pelo protótipo – Foto: Keite Marques/EESC

Para a apresentação final, realizada no último dia 30 de junho, no Anfiteatro Mori Seiki do SEP, os alunos exibiram para a banca avaliadora o caminhão betoneira montado e também comentaram as principais dificuldades na conclusão de cada etapa. A aluna Beatriz Marcico destacou que o maior desafio foi o diálogo entre as equipes para que as especificações das peças se encaixassem. “A comunicação alinhada entre os grupos era um ponto crucial para o andamento correto do projeto”, explicou.

Para o aluno Caio Shinen, o maior aprendizado durante o desenvolvimento da disciplina foi a autonomia e a proatividade que cada aluno precisou ter para desenvolver a própria tarefa. “A metodologia é ativa e as práticas se assemelham à realidade industrial, na qual os erros devem ser mínimos. A cada etapa finalizada éramos avaliados, isso nos estimulava a aprender mais, corrigir as falhas, fazer novas tentativas e apresentar soluções para as próximas etapas”, salientou.

Durante o desenvolvimento do protótipo, os participantes da disciplina contaram também com o apoio dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Franco Moro, Gustavo Pollettini e Alex Bottene, que também é bolsista do Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE). Eles orientaram os graduandos, com o embasamento teórico e técnico, auxiliando na execução dos projetos e na fabricação das peças,  com o apoio dos técnicos de laboratório para conferir as especificações e o manuseio seguro das máquinas.

Keite Marques/Assessoria de Comunicação da EESC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados