Atividade faz público ser protagonista do livro “O Homem Que Calculava”

Problemas elaborados por alunos do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP desafiam o espectador na Semana USP de Ciência e Tecnologia

Por - Editorias: Universidade, Extensão
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
20160713_02_matematica
Foto: Divulgação/Shutterstock

Até o dia 22 de outubro, o público terá a oportunidade de se tornar Beremiz Samir, o célebre protagonista do livro O Homem Que Calculava, de Malba Tahan. A atividade Problemas das 1001 Noites será realizada no Centro de Difusão Internacional da USP e tem a missão de resolver os desafios matemáticos enfrentados na trama. Realizada pelo Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, sob a coordenação da professora Cristina Cerri, a ação gratuita faz parte da programação da Semana USP de Ciência e Tecnologia.

Para a professora, Malba Tahan é um autor que encanta e proporciona um encontro com uma matemática atraente e divertida.

“Os desafios propostos e a forma de apresentação foram feitos por alunos da Licenciatura em Matemática do IME. Os problemas são de diversos níveis e podem ser resolvidos apenas com raciocínio dedutivo. São questões atraentes e que estimulam a curiosidade de qualquer pessoa, criança, adolescente e adulto”, relata Cristina.

Em O Homem Que Calculava, o narrador Hank Tade-Maiá vai de Samarra a Badgá e no caminho encontra um jovem matemático muito habilidoso, chamado Beremiz Samir. Tade-Maiá o convida a seguir viagem  com ele até Bagdá, onde suas habilidades lhe garantiriam um bom emprego. Os dois partem numa aventura e a matemática se revela como uma mágica capaz de entreter, ajudar e resolver problemas encontrados no dia a dia da região.

Malba Tahan é o pseudônimo-personagem criado pelo escritor e matemático brasileiro Júlio Cesar de Mello e Souza, formado na Escola Politécnica (Poli) da USP. Mello e Souza foi pioneiro no campo da matemática recreativa, alcançando grande sucesso no Brasil e no exterior com seus livros edurecreativos, como o próprio O Homem Que Calculava, Céu de Allah e Salim, o Mágico, todos situados no mundo árabe antigo, com forte inspiração nas obras de Mil e Uma Noites.

“Mello e Souza marcou gerações com sua paixão por ensinar e divulgar matemática. Autor de mais de uma centena de livros de contos, matemática recreativa, didática da matemática, história da matemática e ficção infantojuvenil. Ele ficou famoso pelo personagem árabe que criou. Com o objetivo de mostrar que a disciplina pode ser divertida e desafiante, escreveu, como Malba Tahan, fábulas e lendas com inspiração nos contos das Mil e Uma Noites”, afirma Cristina.

A Semana USP de Ciência e Tecnologia é coordenada pelas Pró-Reitorias de Cultura e Extensão Universitária e de Pesquisa da USP. Para ver a programação completa do evento, acesse este site.

O Centro de Difusão Internacional da USP fica na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 222, Cidade Universitária, São Paulo.

Vitor Andrade/ Comunicação institucional da PRCEU

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados