Alunos e professores da USP concorrem a prêmio de cientistas do ano

Objetivo da premiação é divulgar e incentivar esforços de inovação nos campos da ciências, educação e saúde pública

Por - Editorias: Universidade
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Paulo Artaxo, um dos indicados ao prêmio – Foto: Francisco Emolo/USP Imagens

.
Estudantes e professores da USP foram selecionados para a segunda etapa do
II Prêmio Cientistas e Empreendedor do Ano, promovido pelo Instituto Nanocell. A premiação tem como objetivo divulgar e incentivar esforços de inovação nos campos da ciências, educação e saúde pública, com foco em prevenção e ensino. Além disso, a iniciativa revela talentos e impulsiona a pesquisa desses estudantes e pesquisadores.

Agora, o público pode votar com o cadastro do Facebook ou formulário online pelo site nos seus candidatos favoritos. As categorias são dividas em duas áreas. A primeira, homenageia cientistas do ano, que embarcam professores e alunos, incluindo pós-graduandos em seis excelências. Há alunos e professores de diversas unidades indicados em todas essas categorias. É o caso do Pró-Reitor de Pesquisa da USP, José Eduardo Krieger, e do pesquisador do Instituto de Física (IF), Paulo Eduardo Artaxo Netto.

José Eduardo Krieger, pró-reitor de pesquisa da USP – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A segunda parte é voltada para empresas de biotecnologia em geral, que se destacaram com a promoção da saúde de forma gratuita ou no desenvolvimento de produtos voltados para o avanço tecno-científico brasileiro.

Em 2016, ocorreu a primeira edição do prêmio, que contou com mais de 11 mil participações de membros da sociedade civil e 16 cientistas avaliadores, membros de sociedades científicas nacionais e internacionais, membros de Comitês de áreas do CNPq e da CAPES, e da Academia Brasileira de Ciências. Na ocasião, receberam reconhecimento alguns pesquisadores da USP como Roger Chammas, Mayana Zatz e Alicia Kowaltowski.

Esse ano foram mais de 22 mil indicações, tornando o primeiro prêmio nacional com maior participação de todos os tempos.

Na primeira etapa, o Instituto Nanocell selecionou seis professores, seis alunos e seis empresas, com base nos currículos. Após a segunda etapa, os escolhidos terão toda sua vida acadêmica analisada, por uma comissão composta por membros de comitês de assessoramento, fundações, associações e sociedades científicas e educacionais brasileiras e estrangeiras de diferentes instituições públicas e privadas. A nota dada por essa banca será somada aos pontos obtidos com a votação do público. O regulamento completo pode ser acessado neste link

Um candidato de cada categoria e de cada área serão os indicados como os melhores Cientistas (professores e alunos) e Empreendedor (empresa).

O prêmio para os primeiros colocados será um exemplar de cada volume da coleção de livros Biotecnologia Aplicada à Saúde: Fundamentos e Aplicações. As votações para a segunda etapa estão abertas até o dia primeiro de junho.

Mais informações: site http://www.institutonanocell.org.br/premio/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados