Alunos da rede básica apresentam projetos científicos em Ribeirão Preto

No dia 24 de novembro, estudantes vão expor o que desenvolveram ao longo dos últimos três meses sob orientação de pesquisadores, pós-graduandos e professores

Por - Editorias: Universidade
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
20161121_pequeno_cientista
Projeto estimula jovens a fazer pesquisa científica – Foto: Divulgação

No dia 24 de novembro, às 14h30, será realizado o 24º Mural da Casa da Ciência do Hemocentro de Ribeirão Preto. O objetivo do evento é apresentar os resultados de projetos de iniciação científica, realizados no segundo semestre de 2016, pelos alunos do programa Pequeno Cientista.

Durante o Mural, os alunos da rede básica de ensino de Ribeirão Preto e região expõem os resultados dos trabalhos que desenvolveram ao longo dos últimos três meses, sob orientação de pesquisadores, pós-graduandos e professores, focados em temas atuais da ciência e em contato direto com os “fazedores” do conhecimento científico.

O evento também proporciona aos alunos, professores e cientistas a oportunidade de se reunir para trocar informações e reforçar os conceitos aprendidos. Além da participação dos professores e pesquisadores, avaliadores são convidados para acompanhar as apresentações dos trabalhos.

Durante o evento, o programa Adote um Cientista, que está em sua 12ª edição, também encerrará as atividades do segundo semestre de 2016, com mostra dos trabalhos realizados.

O 24º Mural da Casa da Ciência é gratuito e aberto ao público. Será às 14h30 desta quinta-feira, 24 de novembro, no Anfiteatro Vermelho do Hemocentro de Ribeirão Preto (rua Tenente Catão Roxo, 2.501).

A Casa da Ciência

A Casa da Ciência do Hemocentro de Ribeirão Preto teve início em 2001 com a criação do Centro de Terapia Celular (CTC) – integrante dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) da Fapesp -, coordenado pelos professores Marco Antonio Zago e Dimas Tadeu Covas.

Unindo pesquisadores qualificados de um importante centro de pesquisa e a longa experiência na área educacional da professora Marisa Ramos Barbieri, aposentada da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, o projeto conquistou espaço dentro da Universidade e hoje coleciona parceiros constantes, não só da USP de Ribeirão Preto como de outras unidades e instituições. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 2101-9308.

Crislaine Messias, do Serviço de Comunicação Social da Prefeitura do Campus da USP de Ribeirão Preto (Pusp-RP), com informações de Eduardo Vidal, da Assessoria do Centro de Terapia Celular (CTC) da USP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados