“Manhã com Bach” exibe cantata para casamento

Programa apresentou também uma das mais antigas obras de Bach preservadas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Uma das cantatas que Bach compôs para cerimônias de casamento foi apresentada no programa Manhã com Bach que foi ao ar no dia 15 de julho de 2017 e reapresentado no dia 16. Trata-se da cantata Weichet nur, betruebte Schatten, “Retirai-vos, apenas, desoladoras sombras” (BWV 202), composta provavelmente por volta de 1718, na corte de Köthen. Os noivos da ocasião não são conhecidos.

Essa cantata tem uma peculiaridade: todos os seus nove movimentos são compostos para voz soprano, sem o coro. São árias e recitativos que se alternam, sempre nessa voz, o que dá um ar mais intimista à música, bem própria a uma cerimônia de casamento.

No programa, a cantata é apresentada na clássica interpretação do Concerto Amsterdam, com a participação da soprano Agnes Giebel e a regência do maestro holandês Jaap Schröder.

Manhã com Bach apresentou também as Variações sobre o Coral Sei gegrüsset, Jesu gütig, “Sê tu Saudado, Jesus misericordioso” (BWV 768), para órgão, datada de 1700 – uma das mais antigas obras de Bach preservadas, composta ainda quando o compositor vivia como interno do Colégio Michaelis, em Lüneburg, no norte da Alemanha, onde permaneceu por dois anos. Nessa época, Bach tinha 15 anos de idade. A interpretação é do Ton Koopman.

Ainda no programa, foi exibido o Arranjo para Concerto do Príncipe Johann Ernst (BWV 984), para cravo, na interpretação do cravista húngaro Miklós Spányi. Bach atuou como músico na corte de Weimar entre 1708 e 1717. Ali ele tinha como aluno o príncipe Johann Ernst, sobrinho do duque Wilhelm Ernst, patrão do compositor. O jovem Ernst também compunha músicas, para as quais Bach fazia arranjos. A obra apresentada neste programa é um exemplo disso.

Ouça nos links acima a íntegra do programa Manhã com Bach que foi ao ar no dia 15 de julho de 2017 e reapresentado no dia 16.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados