Moradores do Jardim Pantanal se adaptam às enchentes e convivem com incertezas

Estudo analisou a capacidade adaptativa dos moradores do bairro paulistano, marcado por grandes enchentes

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Para a bióloga Nayara dos Santos Egute, residir naquele bairro é conviver com a incerteza da permanência e ter a expectativa da próxima enchente. “Afinal, as pessoas que lá residem têm suas propriedades em situação irregular”, conta a pesquisadora, que estudou sobre o bairro e seus moradores em seu doutorado e é a entrevistada desta edição do podcast Os Novos Cientistas.

Em sua pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, Nayara analisou as situações cotidianas e a capacidade adaptativa de alguns moradores em relação às enchentes do bairro. O Jardim Pantanal está localizado numa Área de Proteção Ambiental (APA) junto à várzea do Rio Tietê, com aproximadamente 1 milhão de metros quadrados. O estudo Quando a água sobe: Análise da capacidade adaptativa de moradores do Jardim Pantanal expostos às enchentes foi orientado pelo professor Arlindo Phillippi Júnior, da FSP.

O podcast Os Novos Cientistas vai ao ar toda quinta-feira, às 8 horas, dentro do Jornal da USP, que é apresentado diariamente pela jornalista Roxane Ré (das 7h30 às 9h30) na Rádio USP FM (93,7 Mhz).

Ouça a íntegra do podcast!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados