A revolta de Stonewall e sua importância para o mundo gay, na avaliação de Alexino Ferreira

Agressões e prisões faziam da ação policial uma rotina contra os homossexuais na Nova York dos anos 1960

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
20161024_gay_colunistalexino
Divulgação

Em sua coluna “Diversidades”, o professor Ricardo volta no tempo, mais  precisamente ao dia 28 de junho de 1969, em Nova York, onde ocorreu a revolta do bar Stonewall Inn, a qual entraria para a história do mundo ocidental como o episódio que inaugurou o movimento de libertação gay em vários países, inclusive no Brasil.

Alexino lembra que a violência policial contra a comunidade gay era constante, uma vez que a homossexualidade era criminalizada. Naquela madrugada de 47 anos atrás, porém, houve reação do público que frequentava o local – o episódio dava início ao chamado orgulho gay, também denominado gay power.

De acordo com o colunista, a partir de Stonewall várias lideranças políticas começaram a surgir em defesa dos direitos do movimento LGBT.

Ouça a seguir.

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados