USP terá escritório acadêmico da Universidade de Buenos Aires

O escritório da UBA é a terceira representação de instituições estrangeiras instalada no campus da USP em São Paulo

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
O reitor Vahan Agopyan (à esq.) e o reitor da Universidade de Buenos Aires (UBA) assinaram o acordo na sede da instituição argentina – Foto : Fabián Garcia

O reitor da USP, Vahan Agopyan, e o dirigente da Universidade de Buenos Aires (UBA), Alberto Edgardo Barbieri, assinaram um acordo de cooperação para o estabelecimento de escritórios acadêmicos de representação em seus campi.

A reunião para a formalização do convênio foi realizada no dia 15 de março, na sede da instituição argentina,  e também contou com a presença do presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Raul Machado Neto, e do secretário de Assuntos Internacionais da UBA, Gabriel Capitelli.

Cada uma das duas Universidades deverá selecionar um membro de seu corpo docente para coordenar os escritórios acadêmicos de representação – o da USP no campus da UBA e o da UBA no campus da USP em São Paulo – por um período renovável de até um ano.

A instalação de representações universitárias tem como objetivo gerar um polo de referência presencial para o incremento qualitativo e quantitativo das relações acadêmicas e de pesquisa. Os representantes também terão o compromisso de promover ações institucionais para facilitar o intercâmbio de estudantes e pesquisadores, o desenvolvimento de projetos conjuntos e a organização de eventos.

“Para a USP, esta é uma aliança estratégica, pois consideramos que o intercâmbio de conhecimentos entre ambas as Instituições é muito rico e importante”, afirmou Agopyan. Para o reitor da UBA, “o estabelecimento de escritórios de representação decorre de um reconhecimento total do trabalho dos pesquisadores e estudantes dessas Universidades e é uma excelente oportunidade para aumentar o intercâmbio acadêmico em diversas áreas do conhecimento”.

Terceiro escritório

O escritório da UBA é a terceira representação de instituições estrangeiras instalada no campus da USP em São Paulo, que já possui escritórios da Universidade de Barcelona (UB) e da Universidade Sorbonne (USPC, sigla para Université Sorbonne Paris Cité).

Desde fevereiro, a  professora do Departamento de Química da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP), Adalgisa Rodrigues de Andrade, está na Universidade de Barcelona. No ano passado, no período de outubro a dezembro, a USP recebeu o professor espanhol José María Fernández Varea, da área de Física Nuclear, Atômica e Molecular do Departamento de Estrutura e Constituintes da Matéria da UB.

Já o escritório da USPC foi inaugurado na USP em fevereiro de 2015, com a chegada do professor francês Philip Miller, especialista em sintaxe e semântica e pragmática discursiva. Em 2016, a USPC recebeu o professor do Departamento de Química da FFCLRP, Antonio Claudio Tedesco. No ano passado, a professora da área de Letras, Línguas, Ciências Humanas e Sociais, Véronique Bonnet, representou a USPC na USP. Este ano, a professora do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Ieda Maria Alves, é a representante da USP na instituição francesa a partir deste mês de março.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados