USP e Imperial College fortalecem parceria acadêmico-científica

Memorando de entendimento assinado entre as duas Instituições permitirá o estabelecimento de representações bilaterais

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn2Print this pageEmail
(Da esq.p/dir.) O presidente da Aucani, Raul Machado Neto; o diretor da Faculdade de Engenharia do Imperial College, Nigel Brandon; o reitor da USP, Marco Antonio Zago; o reitor da universidade inglesa, James Stirling; e o coordenador do Centro de Pesquisa da Poli, Julio Romano Meneghini – Foto: Divulgação

A USP e o Imperial College of Science, Technology and Medicine assinaram um memorando de entendimento para o estabelecimento de representações bilaterais nas respectivas Instituições.

O objetivo é incrementar o desenvolvimento de pesquisas científicas conjuntas e o intercâmbio de professores e pesquisadores nas áreas de engenharia, energia, petróleo e gás, captura e armazenamento de gás carbônico (CO2), biocombustíveis e meio ambiente.

Na cerimônia de assinatura do documento, realizada no dia 3 de outubro, na sede da universidade inglesa, na cidade de Londres, estiveram presentes o reitor da USP, Marco Antonio Zago; o presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Raul Machado Neto; o professor da Escola Politécnica (Poli) e coordenador do Centro de Pesquisa para a Inovação em Gás da Poli, Julio Romano Meneghini; o reitor da Imperial College, James Stirling; e o diretor da Faculdade de Engenharia da Instituição, Nigel Brandon.

“Esta parceria permitirá uma maior colaboração entre a USP e o Imperial College, com o apoio das representações bilaterais, em áreas estratégicas para as duas Instituições. O Brasil e o Reino Unido são polos de excelência internacional nas áreas contempladas pelo convênio”, afirmou o reitor Marco Antonio Zago.

O coordenador do Centro da Poli, Julio Romano Meneghini, explica que já há projetos conjuntos em andamento com o Sustainable Gas Institute, ligado ao Imperial College, e o propósito é fortalecer essa parceria em nível institucional.

Para o presidente da Aucani, Raul Machado Neto, “a iniciativa de instalar representações bilaterais faz parte do projeto de ter na USP a presença física de parceiros de instituições estrangeiras, contribuindo para a consolidação de um ambiente internacional em nossos campi”. Segundo ele, a previsão é de que essa representação esteja efetivada em 2018.

O Centro de Pesquisa para a Inovação em Gás da Poli é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) mantidos pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e conta com o apoio da empresa Shell. Tem como objetivo a investigação sobre o uso atual e futuro do gás natural, biogás e hidrogênio de forma a aumentar a participação na matriz energética desses gases e mitigar as emissões de gases de efeito estufa nas próximas décadas.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn2Print this pageEmail

Textos relacionados