USP é a melhor brasileira em ranking mundial de empregabilidade

Ao todo, oito universidades brasileiras aparecem na lista das 500 melhores instituições em termos de empregabilidade

Arte sobre ilustração QS Graduate Employability Rankings 2018

A USP ficou no 61º lugar no QS Graduate Employability Rankings 2018, divulgado no dia 11 de setembro. Três universidades norte-americanas lideram o ranking: em primeiro lugar ficou a Universidade de Stanford, seguida da Universidade da Califórnia (UCLA) e da Universidade de Harvard.

“Trata-se de um resultado excelente, comprovando que a pós-graduação da USP não é apenas a maior do Brasil e a que tem melhor avaliação na Capes, mas também está em posição invejável quanto à qualidade da preparação de seus graduados para a sua inserção no mercado de trabalho”, afirmou o reitor Marco Antonio Zago.

Elaborado pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS), o ranking avaliou 600 instituições de ensino superior do mundo e classificou as 500 melhores, de acordo com a empregabilidade de seus pós-graduados e da relação entre estudantes e empregadores. O ranking foi publicado pela primeira vez no ano passado, avaliando apenas 300 instituições e classificando as 200 melhores. A USP não participou dessa primeira edição.

Cinco indicadores são usados para avaliar as universidades: reputação da instituição entre as empresas (30%), sucesso dos ex-alunos (25%), parcerias com empregadores (25%), presença de companhias (10%) e a taxa de empregabilidade (10%). Quando considerados isoladamente, a USP fica na 26ª posição no indicador sucesso dos ex-alunos e na 55ª posição no indicador reputação entre as empresas.

Ao todo, oito instituições brasileiras figuram na lista das 500 melhores. Além da USP, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou na faixa entre 201-250; a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ficou em 251-300; a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ficaram no grupo de 301-500.

.QS Graduate Employability Rankings 2018

[table id=4 /]

 

Textos relacionados