Gestão Ambiental realiza concurso de projetos de mobilidade

Estudantes, funcionários e pesquisadores podem propor soluções de mobilidade para o campus da Capital

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) está promovendo um concurso cultural para eleger propostas para melhorar a mobilidade e ampliar as áreas de convívio no campus da Capital.

“A ideia desse concurso é que, mais do que a Superintendência apresentar uma solução para os problemas de mobilidade do campus, queremos ouvir das pessoas quais são as dificuldades e quais as propostas que elas têm para resolvê-las. O mais importante é ter esse retorno de alunos, funcionários e professores, fazer um diagnóstico, analisar as melhores soluções e definir o que podemos implantar em curto, médio e longo prazo”, explica a superintendente de Gestão Ambiental, Patrícia Faga Iglecias Lemos.

Ciclovia-e-campus-434-15-Foto-Marcos-Santos-015
O concurso selecionará propostas para melhorar a mobilidade na Cidade Universitária e ampliar as áreas de convívio

Podem participar do concurso alunos, ex-alunos, funcionários, docentes e pesquisadores, individualmente ou em grupos de até 4 pessoas. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e enviá-lo, junto com a proposta completa, até o dia 15 de maio, para o para o e-mail sga.eventos@usp.br. O edital completo está disponível na página da Superintendência de Gestão Ambiental.

Uma comissão julgadora, formada por assessores da Superintendência avaliará e selecionará as três propostas vencedoras. Além de serem implantados na Cidade Universitária, os projetos selecionados também poderão ser adotados por outros campi da USP. Os vencedores receberão um certificado da SGA em uma cerimônia solene que deve acontecer no começo de junho, durante a semana do Meio Ambiente.

“A Superintendência procura soluções que auxiliem a mobilidade no campus, entre os seus edifícios, e a criação de espaços mais agradáveis nos quais as pessoas possam se encontrar, conversar, conviver. E, como tudo o que envolve o meio ambiente tem o caráter multidisciplinar e comporta diversos entendimentos e análises, o concurso é bem aberto e incentiva a participação de todos, com projetos de diferentes áreas do conhecimento. Pode ser uma ação cultural, um espaço, uma norma ou um aplicativo, por exemplo”, afirma Patrícia.

O concurso é uma iniciativa ligada ao Programa de Mobilidade da SGA que, no dia 28 de março, também promoveu o primeiro debate sobre a questão da mobilidade. O evento aconteceu no Instituto de Estudos Avançados e contou com as presenças do diretor do IEA, Paulo Saldiva; da professora Roberta Consentino Kronka Mülfarth; do jornalista Matthew Shirts; da engenheira ambiental do Comparti Bike, Larissa Rahmilevitz; e do arquiteto Ramiro Levy (Cidade Ativa). Para dar continuidade ao debate – que abordou temas como o planejamento dos prédios, bicicletas compartilhadas e pedestrianismo – um segundo evento será realizado ainda neste semestre.

Plano Ambiental da USP

O Programa de Mobilidade é um dos programas do Plano Ambiental da Universidade, elaborado pela Superintendência de Gestão Ambiental e composto por 12 políticas: a Política Ambiental da USP, Águas e Efluentes, Áreas Verdes e Reservas Ecológicas, Edificações Sustentáveis, Educação Ambiental, Energia, Fauna, Mobilidade, Redução de Emissões de GEE e GP, Resíduos sólidos, Sustentabilidade na Administração, e Uso e Ocupação Territorial.

Como explica Patrícia, “após concluirmos a fase de elaboração das 12 políticas, agora estamos aguardando o parecer jurídico de cada uma delas. Enquanto isso, a Superintendência está escolhendo alguns projetos-piloto que podem servir de modelo para todos os campi da Universidade. Um exemplo é o projeto de restauração da reserva ecológica de Ribeirão Preto, que sofreu um incêndio em 2014”.

(Foto: Marcos Santos)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados