Reitor e vice-reitor apresentam novos projetos para a Universidade

As propostas foram debatidas com os dirigentes no primeiro encontro promovido pela nova gestão

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Cerca de 100 dirigentes da Universidade se reuniram no campus da USP localizado em Piracicaba – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Nos dias 6 e 7 de fevereiro, o campus “Luiz de Queiroz”, localizado na cidade de Piracicaba, foi a sede do Encontro de Dirigentes da USP. Esta foi a primeira reunião dos diretores das Unidades, Institutos Especializados, Museus e outros Órgãos conduzida pelos novos reitor e vice-reitor da Universidade, Vahan Agopyan e Antonio Carlos Hernandes, cujos mandatos tiveram início no último dia 25 de janeiro.

O encontro, que contou com cerca de 100 participantes, entre diretores, vice-diretores e dirigentes recém-eleitos, teve como objetivo a apresentação dos projetos que serão desenvolvidos pela nova gestão da Reitoria.

Agopyan deu início à reunião agradecendo a confiança e o apoio dos presentes. “Com este grupo, temos condições de levar nossa Universidade para a excelência, bem como a responsabilidade de garantir a continuidade das atividades, sem ter folga financeira. Para isso, teremos de usar a criatividade para propor novos projetos e buscar novas formas de recursos para conduzir esse trabalho”, afirmou.

Em seguida, o reitor apresentou os nomes indicados para as Pró-Reitorias, que ainda deverão passar pela deliberação do Conselho Universitário. São eles (titulares e adjuntos, respectivamente): Edmund Chada Baracat e Maria Vitória Lopes Badra Bentley (Graduação); Carlos Gilberto Carlotti Junior e Márcio Castro Silva Filho (Pós-Graduação); Sylvio Roberto Accioly Canuto e Emma Otta (Pesquisa); e Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado e Margarida Maria Krohling Kunsch (Cultura e Extensão Universitária).

A próxima reunião do Conselho Universitário está prevista para o dia 13 de março.

Novos projetos

A segunda parte da reunião foi dedicada à exposição de 13 projetos que deverão ser desenvolvidos pela nova gestão. A apresentação, segundo o vice-reitor Antonio Carlos Hernandes, teve como objetivo ouvir “sugestões, recomendações e críticas” para o aperfeiçoamento das propostas.   

(Da esq. p/ dir.) O diretor da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq) e novo coordenador de Administração Geral da Universidade, Luiz Gustavo Nussio; o vice-reitor Antonio Carlos Hernandes e o reitor Vahan Agopyan – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Os projetos foram divididos em três blocos, de acordo com os eixos que constam no plano de gestão reitoral: Relação com a Sociedade, Busca da Excelência Acadêmica e Valorização dos Recursos Humanos.

No eixo Relação com a Sociedade, um dos projetos apresentados foi o Programa “USP Municípios”, voltado ao desenvolvimento de atividades de apoio às cidades, incluindo o oferecimento de cursos de aperfeiçoamento e de formação de pessoal na área da administração pública municipal.

Esse projeto deverá estar sincronizado com outro programa novo na Universidade, o “Bandeirantes USP”, que deverá envolver alunos de graduação e de pós-graduação e professores no desenvolvimento de projetos em regiões social ou economicamente carentes.

As duas iniciativas foram comemoradas pelos dirigentes, que mencionaram ações próprias desenvolvidas no âmbito de suas Unidades e expressaram a necessidade de que sejam congregadas de forma institucional. “Não faltam iniciativas, mas sim uma concatenação entre elas. Vamos criar um grupo que coordene todas as iniciativas e garanta que não elas sejam descontinuadas”, afirmou o reitor.

No eixo Busca da Excelência Acadêmica, uma das novidades foi o Programa de Estímulo à Fixação de Pós-Doutores, que se destina à busca de jovens doutores, em todas as áreas do conhecimento, para revigorar a pesquisa científica, tecnológica, artística e cultural na USP.

Segundo Hernandes, o objetivo é oferecer aos pós-doutores oportunidades de contratação, de modo a permitir a execução simultânea de atividades de pesquisa e de atribuições didáticas no ensino de graduação.

Criação de cursos

Outro projeto dentro do eixo da excelência acadêmica prevê a criação de cursos de graduação interdisciplinares, nos mesmos moldes do curso de Ciências Moleculares.

“Vamos realizar estudos de viabilidade para criação de cursos inovadores que possam atender às demandas futuras da sociedade, principalmente nas áreas de humanidades e de formação de professores”, destacou Agopyan.

Os dirigentes tiveram a oportunidade de debater as propostas durante os dois dias de realização do encontro – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

No item relacionado à valorização de recursos humanos, a capacitação de servidores técnicos e administrativos foi um dos pontos debatidos entre os dirigentes. “Queremos tornar a carreira dos servidores mais flexível, pois, hoje, ela é muito engessada”, explicou o reitor.

Com a finalidade de proporcionar uma melhor qualidade de vida a alunos de graduação e de pós-graduação, deverá ser implementado o “Programa de Acolhimento aos Estudantes da USP”. Este novo projeto deverá se alinhar a outros dois já desenvolvidos na Universidade: o Escritório de Carreira e o Escritório de Atividades Esportivas.

“Os projetos relacionados a alunos e funcionários foram os que mais trouxeram preocupação para os dirigentes. Vamos agora aproveitar as contribuições e criar grupos de trabalho para viabilizar os projetos. O mais importante desta discussão foi o fato de os dirigentes terem oportunidade de trocar experiências”, avaliou Agopyan.

Também será incrementado o Programa Institucional de Apoio aos Novos Docentes da USP, que oferece recursos aos novos professores que apresentarem o protocolo de submissão à Fapesp de um pedido de auxílio à pesquisa ou projeto especial.

Caminhos futuros

A última parte da reunião teve como tema “Caminhos Futuros para a USP”, em que o reitor falou sobre a criação de grupos de trabalho para a análise de temas específicos. São eles: Novos arranjos de Pesquisa e Inovação; Carreira do Futuro e Rememoração de Efemérides. Este tópico inclui a organização de eventos, em 2018, relacionados aos 50 anos de 1968 e 30 anos da Constituição Federal.

No que se refere à gestão administrativa, Agopyan anunciou a criação do Escritório de Captação de Recursos Financeiros; a ampliação dos serviços compartilhados (licitações, materiais, financeiro e terceirizados) e o aperfeiçoamento dos processos administrativos, financeiros e de recursos humanos, entre outros projetos.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados