USP será sede de conferência com a Universitá di Bologna

No dia 11 de março, o reitor Marco Antonio Zago recebeu o dirigente da Universitá di Bologna, Francesco Ubertini, para tratar da realização da conferência internacional que marca o aniversário da Magna Charta Universitatum, documento que se tornou referência para os valores e princípios fundamentais das Universidades.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
994X5640
O reitor da Universitá di Bologna, Francesco Ubertini (à esq.), e o reitor da USP, Marco Antonio Zago

No dia 11 de março, o reitor Marco Antonio Zago recebeu o dirigente da Universitá di Bologna, Francesco Ubertini, para tratar da realização da conferência internacional que marca o aniversário da Magna Charta Universitatum, documento que se tornou referência para os valores e princípios fundamentais das Universidades.

Esta será a primeira vez que o evento, previsto para o mês de outubro, será realizado fora da Europa. A conferência terá como tema a liberdade acadêmica e a autonomia institucional.

A Università di Bologna, fundada em 1088, é considerada a universidade mais antiga do mundo ocidental. Em setembro de 1988, quando comemorou 900 anos de fundação, 388 reitores assinaram a Magna Charta Universitatum, dentre eles, o então reitor da USP, José Goldemberg.

Todo ano, o Observatório Magna Charta Universitatum organiza uma conferência internacional para elencar desafios atuais em confirmação aos valores fundamentais e celebrar, em uma cerimônia, a adição da subscrição de novos reitores. Atualmente, 802 líderes universitários de 85 países subscrevem o documento.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados