USP inaugura escritório da Université Sorbonne Paris Cité no campus de SP

Um acordo de cooperação assinado entre a USP e a Université Sorbonne Paris Cité (USPC) permite às duas Instituições a implementação de representações universitárias e a criação de escritórios permanentes nos respectivos campi.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
994X6955
O reitor da USP, Marco Antonio Zago, e o reitor da Université Sorbonne, Jean-Yves Merindol, na assinatura do acordo

Foi inaugurado, no dia 3 de setembro, o escritório de representação da Université Sorbonne Paris Cité (USPC) na USP. O espaço está localizado no Centro de Difusão Internacional, onde está instalada a Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), no campus de São Paulo.

O escritório é resultado de um acordo de cooperação assinado entre a USP e a USPC, em abril do ano passado, que permite às duas Instituições a implementação de representações universitárias e a criação de escritórios permanentes nos respectivos campi.

Na prática, o escritório funciona desde fevereiro deste ano, sob a coordenação do professor da USPC, Philip Miller, que ficará na USP como professor visitante até 2017. Miller é linguista, especialista em sintaxe e semântica e pragmática discursiva. Segundo o presidente da Aucani, Raul Machado Neto, ainda neste semestre será lançado um edital para selecionar o professor visitante que atuará durante dois anos na USPC.

Também no dia 3 foi assinado um convênio, que amplia a cooperação entre as duas Instituições e prevê o intercâmbio de docentes, pesquisadores e alunos de Graduação e Pós-Graduação, oferecimento de programas de dupla titulação e o desenvolvimento de pesquisas em conjunto.

A cerimônia de inauguração do escritório e de assinatura do acordo contou com a presença do reitor da USP, Marco Antonio Zago, e do reitor da USPC, Jean-Yves Merindol, além da cônsul adjunta do Consulado-Geral da França em São Paulo, Marie Christine Lang, e de dirigentes e representantes das duas Universidades.

994X6909
À esquerda, o professor da USPC, Philip Miller, que ficará na USP como professor visitante até 2017, e o presidente da Aucani, Raul Machado Neto

“Mantemos parcerias duradouras com poucas instituições selecionadas no mundo e a USP é uma dessas universidades. Queremos concentrar nossas estratégias no intercâmbio de estudantes e na pesquisa, e tenho certeza que teremos sucesso com essa estratégia juntamente com a USP”, destacou o reitor da USPC, Jean-Yves Merindol.

A USPC congrega oito universidades e mais de 120 mil estudantes: Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3, Université Paris Descartes, Université Paris Diderot, Université Paris 13, Sciences Po, École des Haute Etudes en Santé Publique, Institut National des Langues et Civilisations Orientales e Institut de Physique du Globe de Paris.

O reitor Marco Antonio Zago comparou a importância dessa cooperação com a vinda da chamada missão francesa, quando da criação da USP, em 1934. Naquele ano, professores franceses foram contratados para lecionar nos cursos recém-criados. Dentre esses docentes, estavam Émile Coornaert (história), Pierre Deffontaines (geografia), Robert Garric (literatura francesa), Paul-Arbousse Bastide (sociologia), Étienne Borne (filosofia e psicologia) e Michel Berveiller (literatura greco-latina).

Para marcar essa parceria, foi promovido um simpósio entre os dias 2 e 4 de setembro, que contou com a participação de pesquisadores das duas instituições e a realização de cinco workshops interdisciplinares nas áreas de Hematologia, Políticas da Terra, Bioinformática, Energias do Amanhã e Gênero. Está prevista, para o próximo ano, a realização de um evento similar na USPC.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados