USP assina convênio de cooperação com Universidade de Michigan

A Sala da Congregação da Faculdade de Medicina (FM) foi o palco da cerimônia de assinatura de um acordo de cooperação entre a USP e a University of Michigan, realizada no dia 24 de setembro. O evento reuniu dirigentes, docentes e representantes das duas Universidades.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
(Da esq. p/dir.) O pró-reitor de Pesquisa, Marco Antonio Zago; o diretor da Faculdade de Medicina, José Otávio Costa Auler Júnior; a reitora da University of Michigan, Mary Sue Coleman, e o vice-reitor Executivo de Relações Internacionais, Adnei Melges de Andrade

A Sala da Congregação da Faculdade de Medicina (FM) foi o palco da cerimônia de assinatura de um acordo de cooperação entre a USP e a University of Michigan, realizada no dia 24 de setembro. O evento reuniu dirigentes, docentes e representantes das duas Universidades.

O diretor da FM, José Otávio Costa Auler Júnior, fez a saudação inicial à delegação norte-americana. Em seguida, o pró-reitor de Pesquisa, Marco Antonio Zago, fez uma apresentação sobre a USP, na qual destacou o papel da Universidade no cenário científico brasileiro e mundial. Zago apresentou também o Programa de Incentivo à Pesquisa. A iniciativa, criada no ano passado e gerida pela Pró-Reitoria de Pesquisa, já possibilitou investimentos da ordem de R$ 219 milhões na área, originados do orçamento da Universidade.

A reitora da University of Michigan, Mary Sue Coleman, salientou que o “Brasil não é apenas uma economia emergente,  é um poder emergente na pesquisa” ao comentar que ela foi a primeira reitora da Universidade a visitar o país. “Tenho a honra de estreitar parceria com a mais importante Universidade do Brasil. A chave do conhecimento é a parceria”, afirmou.

Após a assinatura do convênio, foram promovidas reuniões de grupos temáticos – nas áreas de Medicina e Ciências da Saúde, Humanidades e Ciências Sociais, Meio Ambiente e Recursos Naturais – para discutir sugestões para o plano de trabalho entre as duas Universidades.

A University of Michigan foi criada em 1817.  Possui mais de 58 mil estudantes, dos quais seis mil são alunos estrangeiros, distribuídos em três campi. É formada por escolas e institutos nas áreas de Administração, Educação, Engenharia, Informação, Direito, Medicina, Música, Enfermagem, Saúde Pública e Serviço Social.

Também compõe a estrutura daquela Universidade o Centro para Estudos Latino-Americanos e Caribenhos, que possui parceria com instituições brasileiras em estudos sobre meio ambiente, história e artes.

(Foto: Cecília Bastos)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados