Gestão Ambiental seleciona projetos de incentivo à sustentabilidade

Ao todo serão investidos R$ 2 milhões em projetos de ensino, pesquisa, extensão e gestão, coordenados por docentes ou por funcionários técnico-administrativos da Universidade, que colocarão em prática as diretrizes estabelecidas pela Superintendência.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Ao todo serão investidos R$ 2 milhões em projetos de ensino, pesquisa, extensão e gestão, coordenados por docentes ou por funcionários técnico-administrativos da Universidade, que colocarão em prática as diretrizes estabelecidas pela Superintendência.

A Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) lançou, no final de março, o Programa de Incentivo à Sustentabilidade da USP, que apoiará financeiramente projetos que tenham como objetivo o de promover ações de conservação dos recursos naturais da Universidade, propiciar um ambiente saudável e ambientalmente seguro nos campi, educar visando à sustentabilidade e construir, de forma participativa, uma Universidade sustentável, como modelo para a sociedade brasileira.

Promover ações de conservação dos recursos naturais da USP, propiciar um ambiente saudável e seguro nos campi, educar para a sustentabilidade e construir uma Universidade saudável. Esses são objetivos do Programa de Incentivo à Sustentabilidade, que investirá R$ 2 milhões em projetos coordenados por docentes ou funcionários da USP

Os projetos deverão ser coordenados por docentes da Universidade e, especialmente no caso de propostas de gestão, também ser de iniciativa de funcionários técnico-administrativos de nível superior, que poderão dedicar quatro horas semanais de seu horário de trabalho para o desenvolvimento do projeto.

As propostas devem ser elaboradas de acordo com os princípios e as diretrizes estipuladas pela Superintendência e incluir ações relacionadas a campanhas de preservação, conservação de recursos naturais, reciclagem, coleta seletiva, descarte de material químico e biológico, educação ambiental e de sustentabilidade, e novas tecnologias.

A relação completa dos princípios e diretrizes do Programa de Incentivo à Sustentabilidade pode ser conferida no edital disponível na internet.

Os projetos devem ser enviados até o dia 22 de junho, para o e-mail sga.edital@usp.br . As propostas serão avaliadas por uma equipe de assessores da SGA, levando em consideração a adequação do projeto ao maior número de diretrizes do Programa de Gestão Ambiental, o envolvimento de mais de um laboratório, Departamento ou Unidade da USP, a participação de alunos de Graduação e Pós-Graduação e a possibilidade da aplicação efetiva dos resultados.

As ações aprovadas deverão ser realizadas no período de um ano e receberão apoio financeiro de até R$ 50.000,00 por projeto, para cobrir despesas de material, serviços terceirizados, bolsas de estágio e transporte.

O superintendente de Gestão Ambiental da Universidade, Welington Braz Carvalho Delitti, explica que o Programa de Incentivo à Sustentabilidade não é uma competição, mas sim uma seleção dos projetos que serão financiados pela SGA para colocar em prática suas diretrizes. “O tema da sustentabilidade tem de permear todas as ações da USP e essa é uma oportunidade para a comunidade se envolver e contribuir. Dessa forma, não se trata de uma imposição da Superintendência, mas de várias iniciativas de docentes e funcionários que, ao serem contempladas, viabilizarão as boas práticas de sustentabilidade em vários segmentos”, afirma.

A Superintendência

Criada com o propósito de definir uma política de sustentabilidade e supervisionar as atividades de cunho ecológico desenvolvidas na USP, a SGA completou um ano de existência e se estabelece com ações cada vez mais presentes.

Após assumir a supervisão do USP Recicla, a SGA tem trabalhado na sua reformulação e mantém o apoio às atividades desenvolvidas pelo programa nos diversos campi. Para diminuir o consumo de copos de plástico descartáveis, por exemplo, a Superintendência continua a distribuir as canecas do USP Recicla para Unidades, Órgãos ou Centros Acadêmicos que façam a solicitação pelo e-mail uspverde@usp.br . Além das canecas, recentemente, a USP também passou a disponibilizar copos descartáveis de papel, muito menos agressivos ao meio ambiente que os de plástico.

Para aumentar o debate sobre a sustentabilidade e o engajamento da comunidade uspiana, a SGA está desenvolvendo um curso de formação de líderes que desenvolvam e executem ações sustentáveis na Universidade. Outra iniciativa é a realização de workshops abordando temas como a restauração de ecossistemas e a febre maculosa. O próximo evento, “Iniciativas para Construção da Política de Gestão de Resíduos da USP”, será realizado no dia 25 de abril e discutirá metodologias e a definição de uma Política de Resíduos Sólidos da Universidade.

Acerca das reservas ecológicas criadas pela Universidade no ano passado, a Superintendência está estabelecendo as bases para seu manejo, instalando cercas e sinalização, procurando soluções para o problema de plantas invasoras, conscientizando a comunidade da importância das reservas, recompondo a vegetação original, e garantindo um apoio financeiro às prefeituras dos campi que se comprometerem a preservar apropriadamente essas áreas. “Não basta apenas criar reservas ecológicas, sabemos que a preservação dos recursos ambientais tem um preço. Nosso objetivo é mostrar que a Universidade reconhece esse valor, arcando com os custos de sua manutenção. Para que a USP ocupe uma posição de liderança nacional e internacional, suas ações devem ser educativas, ser um exemplo. Uma universidade de classe mundial não ensina apenas na sala de aula, ela também ensina com suas ações”, considera Delitti.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados