Sentidos de Lévi-Strauss marca comemoração dos 75 Anos da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A Universidade de São Paulo (USP) promoverá, no período de 9 de outubro a 11 de dezembro, o Seminário “Sentidos de Lévi-Strauss”, uma iniciativa da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), dentro da atividade Seminários e Exposição Itinerante “Fundadores da USP”, que celebra o aniversário de 75 anos da Universidade.

As palestras programadas têm caráter duplamente comemorativo, tanto pelo Jubileu da USP quanto pelo 100º aniversário do antropólogo Claude Lévi-Strauss, a ser celebrado em novembro deste ano. Lévi-Strauss também receberá, em breve, o título de Doutor Honoris Causa, outorgado pelo Conselho Universitário da Universidade de São Paulo, ele que iniciou na USP sua carreira no ensino superior, e permaneceu na Universidade entre 1935 e 1938.

Por Fundadores da USP, a professora Maria Arminda do Nascimento Arruda, coordenadora do projeto, destaca os professores estrangeiros que foram contratados pela Universidade de São Paulo no momento de sua fundação, o mesmo da criação da então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras. “Foram contratados professores franceses, alemães, italianos e portugueses para diversas faculdades da Universidade recém-criada, em 25 de janeiro de 1934. O grupo que adquiriu mais visibilidade ao longo do tempo foi aquele conhecido como Missão Francesa”, afirma Maria Arminda.

O grupo completo era constituído dos seguintes professores franceses: Robert Garric, Émile Cornaert, Pierre Deffontaines, Paul Arbosse-Bastide, Roger Bastide, Etienne Borne, Pierre Hourcade, Michel Bervellier, Jean Mangue, Jean Gagé, Alfredo Bonzon, Pierre Monbeig, Fernand Paul Braudel, François Perroux, Pierre Fromont e Claude Lévi-Strauss.

O Seminário “Sentidos de Lévi-Strauss” compreende três partes. Um ciclo de conferências, que pretende lançar uma reflexão ampliada sobre a obra do antropólogo, pensando-a do ponto de vista de sua contribuição original para a antropologia, e em termos de seus rebatimentos em outras áreas do conhecimento: crítica literária, artes, filosofia e psicanálise.

As palestras, semanais, serão encerradas com um recital – cujo repertório inclui músicas da predileção do autor – e com a leitura comentada de trechos de seus livros. Vale lembrar, também, que uma festa terá lugar no dia 27 de novembro, à noite, quando na França já será 28, dia do aniversário do mestre. 

Ao longo do período do Seminário será possível conhecer imagens inéditas de Lévi-Strauss na exposição fotográfica “Um quase holograma”, no saguão do prédio de Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Fazem parte da organização do evento Beatriz Perrone-Moisés, Fernanda Arêas Peixoto, Márcio Silva, Marta Rosa Amoroso, Renato Sztutman e Sylvia Caiuby Novaes, professores do Departamento de Antropologia da FFLCH.

O seminário é aberto a todos os interessados e não há necessidade de inscrição prévia (veja aqui a programação completa de “Sentidos de Lévi-Strauss”, com a indicação do local e horário de cada palestra).

O Instituto de Estudos Brasileiros está localizado à Av. Prof. Mello Moraes, trav. 8, 140, Cidade Universitária e o Centro Universitário Maria Antonia fica na Rua Maria Antonia, 294, Vila Buarque. Mais informações podem ser obtidas pelo site www.usp.br/75anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail