Reitor participa da abertura do 1º Encontro de Liderança em Engenharia

O reitor Marco Antonio Zago participou da cerimônia de abertura do 1º Encontro Internacional de Liderança em Engenharia (EILE), organizado pelo Grêmio da Poli

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

O encontro tem o objetivo de reunir alunos brasileiros e estrangeiros para debaterem o tema “Cidade do Futuro” ao longo de uma semana de imersão, de 5 a 10 de setembro, no campus da USP em Santos.

No dia 5 de setembro, o reitor Marco Antonio Zago participou da cerimônia de abertura do 1º Encontro Internacional de Liderança em Engenharia (EILE), organizado pelo Grêmio da Escola Politécnica (Poli).

Durante uma semana, estudantes terão a oportunidade de desenvolver projetos sobre o tema “Cidades do Futuro”

“Essa é uma iniciativa bem-sucedida, organizada pelos estudantes e com apoio da Reitoria, que demonstra a capacidade de empreendedorismo tão necessária nos dias de hoje. É um evento de grande importância por três aspectos: a relevância da temática para a maior parte da população; a multidisciplinaridade, ou seja, os problemas das cidades não serão resolvidos apenas por engenheiros, pois exigem múltiplas competências; e, por último, problemas complexos exigem soluções complexas, e os engenheiros são profissionais especialmente treinados para solucionar esse tipo de problema”, afirmou o reitor.

O ministro de Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, egresso da Escola Politécnica, disse ser “muito bom saber que ainda existem no Brasil núcleos que efetivamente se preparam para a transição de comando do país. Essa Escola é um celeiro de grandes personalidades que, no futuro, conduzirão nossa cidade, nosso estado, nosso país”.

A cerimônia também contou com a presença do cônsul-geral de Portugal em São Paulo, Paulo Jorge Lopes Lourenço, e do diretor de Supply Chain e TI da empresa Raia Drogasil, Fernando Kozel Varela.

O Encontro Internacional de Liderança em Engenharia é uma iniciativa pioneira do Grêmio da Poli. Durante uma semana, estudantes brasileiros e intercambistas terão a oportunidade de desenvolver projetos interculturais em conjunto, a partir da realidade de seus países de origem, sobre o tema “Cidades do Futuro”. As atividades incluem aulas, workshops, visitas técnicas e palestras.

“É fundamental que o engenheiro tenha noção do seu entorno, tenha consciência de que problemas o seu entorno tem. Então, essa discussão é fundamental para o desenvolvimento dos estudantes, e como consequência para a ação deles como engenheiros no futuro”, explicou o diretor da Escola Politécnica, José Roberto Castilho Piqueira.

O ex-presidente do Grêmio Politécnico e idealizador do evento, Eduardo Raya, contou como sua participação na International Summer University for Intercultural Leadership, evento promovido pela Unesco, o inspirou a realizar um encontro do tipo no Brasil. “A experiência de debater com pessoas com contextos acadêmicos e culturais totalmente diferentes foi enriquecedora. As duas semanas que passamos na Capadócia (Turquia) foram repletas de debates de alto nível, de novas visões e novas ideias. Durante essa experiência, percebi que era possível reproduzir essa prática na Escola Politécnica”, disse.

Para o atual presidente do Grêmio, Thiago Staibano, “o evento é uma prova do vanguardismo do movimento estudantil e do pioneirismo que é esperado do nosso Grêmio”.

(Foto: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados