Programa de Inclusão Social da USP mostra resultados positivos

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A pró-reitora de Graduação, Selma Garrido Pimenta, durante a coletiva de imprensa, em que foram apresentados os resultados do INCLUSP (Crédito: Ernani Coimbra)

A pró-reitora de Graduação da Universidade de São Paulo (USP), Selma Garrido Pimenta, apresentou, em uma coletiva à imprensa, no dia 10 de setembro, os resultados obtidos pelo Programa de Inclusão Social da USP (INCLUSP), tendo como base estudos realizados pela Pró-Reitoria a partir dos dados do Vestibular 2009.

O INCLUSP engloba ações antes, durante e após o vestibular. Na primeira etapa, como ação direta na seleção, concede-se bônus de 3% em cada uma das fases para os alunos provenientes da rede pública de ensino. Além do bônus de 3%, o aluno pode receber bônus de até 3%, qualificado pelo desempenho do aluno no Programa de Avaliação Seriada da USP (PASUSP), e outro, de até 6%, decorrente do desempenho do estudante no ENEM. Com isso, o estudante da escola pública pode alcançar até 12% de pontuação acrescida em sua classificação no vestibular.

Em 2009, o INCLUSP atingiu o nível histórico de 30,1% de alunos do ensino médio público ingressantes nos cursos de graduação da Universidade. Outro dado importante apresentado pela pró-reitora diz respeito à renda familiar desses estudantes. Neste ano, registrou-se aumento da porcentagem nas faixas inferiores da renda familiar dos alunos ingressantes desse segmento – entre 2 e 7 salários mínimos. Nas faixas superiores, por sua vez, houve decréscimo significativo (veja neste gráfico). 

A pró-reitora destacou também que, em 2009, 811 escolas da rede pública estadual tiveram alunos aprovados no Vestibular e, em seguida, apresentou a relação das 18 instituições que tiveram mais de 10 alunos aprovados, sendo as duas primeiras de Ribeirão Preto, a terceira de São Carlos, as 13 demais

em São Paulo , uma

em São José dos Campos e a última

em São Carlos (confira a relação das escolas). “Essas escolas foram, também, as que tiveram o maior número de alunos inscritos na FUVEST e que participaram do PASUSP”, disse. “Não se trata de uma classificação das escolas, mas são dados da realidade que permitem que façamos análises mais aprofundadas sobre esse sistema de ensino e sua relação com as universidades públicas”, completou.

De acordo com Selma, a maioria dessas escolas já teve contato com programas da USP, por meio da formação continuada de professores, dos estágios feitos por alunos de licenciatura e de programas voltados ao ensino médio desenvolvidos por Unidades de Ensino e Pesquisa, Museus e Centros de Divulgação Científica, entre outras iniciativas. 

Selma afirmou, ainda, que, no Vestibular de 2009, houve uma queda no número de inscritos oriundos das escolas públicas em relação ao ano anterior. Dentre os 122.472 candidatos, 33% eram estudantes de escolas públicas. Em 2008, a porcentagem de estudantes desse segmento foi de 35%. “Com o INCLUSP, estamos conseguindo reverter essa tendência no número de ingressantes. Mas, é importante estimular os alunos da escola pública para que se inscrevam no Vestibular. A USP é uma universidade pública e gratuita”, ressaltou. 

Segundo ela, de acordo com análises elaboradas pela Pró-Reitoria, os estudantes que têm ingressado na Universidade através do INCLUSP apresentam desempenho igual ou superior aos demais. “Isso mostra que, na escola pública, há estudantes com condições plenas de entrar e cursar uma universidade de excelência”, pontuou.

PASUSP

Durante o encontro com jornalista, a pró-reitora de Graduação abordou também o Programa de Avaliação Seriada, que está com inscrições abertas até o dia 15 de setembro. A novidade desta segunda edição do PASUSP é que, além das escolas estaduais, alunos que cursem o terceiro ano do ensino médio em escolas municipais também poderão participar do programa.

O PASUSP consiste em uma prova com 50 testes de múltipla escolha, abrangendo disciplinas do ensino médio (português, matemática, química, física, biologia, história e geografia). Conforme o número de acertos na prova, o aluno poderá receber bônus de até 3% no Vestibular FUVEST 2010. O exame, com duração de quatro horas, será aplicado no dia 25 de outubro (domingo), às 13h, em 44 cidades do Estado (interior e Grande São Paulo) e em 20 bairros da cidade de São Paulo. A participação do aluno no PASUSP é opcional.

As inscrições poderão ser feitas gratuitamente através do site da FUVEST (www.fuvest.br). 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail