Pró-Reitorias celebram vinte anos de criação

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Os pró-reitores da Universidade desde 1988, reunidos em evento que comemorou os vinte anos das Pró-Reitorias (Crédito: Ernani Coimbra)

Os vinte anos de criação das Pró-Reitorias – Graduação, Pós-Graduação, Pesquisa e Cultura e Extensão Universitária –, da Universidade de São Paulo, foram comemorados nos dias 3 e 4 de dezembro, no Anfiteatro “Camargo Guarnieri”, na Cidade Universitária. Inserido nas atividades que celebram o Jubileu da USP, o aniversário de vinte anos das Pró-Reitorias foi lembrado com muitas homenagens, uma apresentação do pianista e professor Eduardo Monteiro e a mesa-redonda “Os desafios atuais e o futuro da Universidade”, com a participação dos quatro pró-reitores: Selma Garrido Pimenta (Graduação), Armando Corbani Ferraz (Pós-Graduação), Mayana Zatz (Pesquisa) e Ruy Alberto Corrêa Altafim (Cultura e Extensão Universitária).“A Universidade de São Paulo assumiu desde sua criação, há 75 anos, o compromisso de modernizar a economia, a política e a cultura do país, particularmente da sociedade paulista”, afirmou a reitora Suely Vilela. “Além de representar com competência a Universidade brasileira, graças à sua sólida contribuição ao desenvolvimento do país, a busca permanente da excelência em suas atividades-fim foi possível não só pelo esforço conjunto da comunidade acadêmica da Instituição, mas também por força da criação das Pró-Reitorias há exatas duas décadas, o que conduziu à organização do ensino de Graduação, Pós-Graduação, da Pesquisa e da Cultura e Extensão Universitária, na Universidade, em bases mais sólidas”.A reitora destacou, também, que a criação das Pró-Reitorias foi determinante para o estabelecimento do padrão de qualidade da USP, o que permitiu à Universidade atingir os patamares que a distinguem no cenário nacional e internacional. “Nascidas da visão de futuro e do dinamismo que, em 1988, motivaram a Academia da USP a rever seu estatuto, as Pró-Reitorias representam espaço essencial para a definição da política acadêmica da Universidade por meio da discussão de idéias e da construção de programas que beneficiam as atividades a elas associadas”, completou a reitora.Estiveram presentes no primeiro dia de comemorações, além dos ex-pró-reitores homenageados e da reitora Suely Vilela, o vice-reitor Franco Maria Lajolo, a pró-reitora de Graduação, Selma Garrido Pimenta, o pró-reitor de Pós-Graduação, Armando Corbani Ferraz, a pró-reitora de Pesquisa, Mayana Zatz, o pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária, Ruy Alberto Corrêa Altafim, e o presidente da Comissão Executiva das celebrações, Paulo César Xavier Pereira, organizador do livro Vinte Anos da Criação das Pró-Reitorias na Universidade de São Paulo. O DVD com os depoimentos dos professores que estiveram à frente das Pró-Reitorias desde 1988 também foi apresentado no dia 3.Um dos momentos mais marcantes das homenagens realizadas, no primeiro dia do evento, foi o que reuniu a reitora Suely Vilela e os atuais pró-reitores para receberem no palco os funcionários das Pró-Reitorias Cássia de Souza Lopes Sampaio (Graduação), Mabília Godinho Graça (Pós-Graduação), Márcia Fumie Harada (Pesquisa) e Cecílio de Souza (Cultura e Extensão Universitária). Foi um reconhecimento muito aplaudido.No dia 4 de dezembro, o segundo de comemorações dos 20 anos das Pró-Reitorias, foi realizada a mesa-redonda “Os desafios atuais e o futuro da Universidade”, no Anfiteatro “Camargo Guarnieri”, com a presença dos pró-reitores.“O debate sobre a Universidade e o futuro dela foi da maior importância porque foi realizado no núcleo do poder da Universidade, com a presença dos pró-reitores, do vice-reitor, dos ex-pró-reitores e representantes de Unidades”, comentou o presidente da Comissão Executiva das celebrações, Paulo César Xavier Pereira.“Eu avalio essa discussão, que tratou de fato dos compromissos socioculturais da Universidade, não como um debate qualquer, mas como o foco de reflexões que se encontra no núcleo da Universidade. Nossa Instituição busca olhar e enfrentar seus desafios para a construção do futuro em termos de excelência, de gestão, inclusão social, inovação tecnológica, internacionalização e, o que parece ser o mais importante, de auto-avaliação das atividades que realiza em ensino, pesquisa e extensão, para poder aproveitar, de modo integrado, seus alunos mais capazes e talentosos”, completou.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail