Pró-Reitoria organiza seminário sobre Semana de Recepção aos Calouros

Objetivo foi o de discutir as diretrizes da Semana, que será realizada entre os dias 27 de fevereiro e 3 de março. Alunos apresentaram campanha publicitária vencedora, que estampará cartazes, folders e outdoors.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A Pró-Reitoria de Graduação organizou um seminário, no dia 30 de novembro, com a presença de professores, funcionários e alunos das Unidades de Ensino e Pesquisa, na Sala do Conselho Universitário (Co), para discutir as diretrizes da Semana de Recepção aos Calouros 2012, que será realizada entre os dias 27 de fevereiro e 3 de março. O seminário também pôde ser assistido por videoconferência nos auditórios dos Centros de Informática dos campi de Ribeirão Preto (CIRP) e de São Carlos (CISC).

(da esq. para dir.) Os professores Cláudio Possani e Edson Leite; a pró-reitora de Graduação, Telma Maria Tenório Zorn; e o coordenador do Grupo de Trabalho Pró-Calouro, Oswaldo Crivello

A abertura do evento foi feita pela pró-reitora de graduação, Telma Maria Tenório Zorn, que falou sobre a importância da recepção aos calouros, a legislação a respeito e as políticas de permanência estudantil que a Universidade oferece aos seus alunos.  “[A recepção] É importante, pois é a primeira impressão que o aluno tem da USP e ela deixa marcas”, disse Telma sobre a semana, institucionalizada na Universidade pela Portaria GR nº 3.143/1998.

A pró-reitora fez sugestões de atividades a serem desenvolvidas. “Se possível, façam alguma coisa que integrem os pais [dos calouros]”. Segundo Telma, os pais merecem participar deste momento da vida dos seus filhos. Ela também demonstrou preocupação em relação aos valores que serão passados aos alunos durante as atividades e que vão norteá-los no decorrer do curso na Universidade, como cidadania e responsabilidade social.

Novidades

Na ocasião, a pró-reitora adiantou novidades para o ano de 2012. Está sendo planejado entregar aos novos alunos na matrícula uma sacola de tecido com o logotipo da USP com materiais sobre a Universidade, como um kit do calouro, apelidada de “sacolão da informação”. Além do manual do calouro e do material sobre a semana de recepção, os novos alunos vão receber o Código de Ética da USP, informações sobre a graduação e sobre as bolsas socioeconômicas oferecidas pela Coordenadoria de Assistência Social (Coseas). Telma disse que já informou esta ideia para as outras Pró-Reitorias, para que elas também façam materiais relacionados com as suas áreas para incluir neste “sacolão”, trabalhando assim “em conjunto, integradas”.

Outra novidade é a criação do Programa Ensinar com Pesquisa, destinado aos alunos do primeiro ano de graduação, que vai funcionar como uma bolsa de tutoria, na qual os alunos vão aprender sobre pesquisa científica, para depois estarem aptos a pleitearem uma bolsa de iniciação científica, por exemplo. O objetivo do programa, segundo a pró-reitora, é oferecer mais uma bolsa de permanência estudantil na Universidade. A terceira é montar um grupo de apoio psicológico aos alunos, em conjunto com o Hospital Unviersitário (HU), “que é importante, principalmente para os que estão longe de suas famílias, suas casas”, ressalta.

Símbolo da campanha de 2012, que é baseada na curiosidade característica dos jovens de hoje e na busca do conhecimento sempre presente na Universidade.

Depois, foi a vez dos professores Edson Leite e Cláudio Possani, respectivamente, presidente da Comissão do Projeto Passaporte Cultural da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PRCEU) e assessor da Comissão de Cooperação Internacional (CCInt), apresentarem o Projeto Passaporte Cultural, proposto pela PRCEU para a CCInt recepcionar os visitantes estrangeiros da Universidade.

A ideia do projeto, que já foi realizado com alunos ingleses e professores paraguaios que visitaram a Cidade Universitária, é fazer um passeio de ônibus pelo campus com duração de 1h30, tendo como monitores os alunos dos cursos de turismo da Escola de Comunicações e Artes (ECA) e de Lazer e Turismo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH).

As atividades consistem em visita monitorada com os calouros, que teriam a oportunidade de conhecer a arquitetura e a história dos diversos prédios e monumentos existentes no campus, além de assistir a apresentações de atrações culturais, como os grupos de teatro da USP, as Orquestras Sinfônica (Osusp) e de Câmara da Universidade (OCAM) e as baterias das Atléticas das Unidades.

O início do projeto, entretanto, está condicionado ao cronograma de atividades que serão enviados pelas Unidades à Pró-Reitoria de Graduação até o final de 2011 e à análise da infraestrutura necessária.

Campanha publicitária

O coordenador do Grupo de Trabalho Pró-Calouro, Oswaldo Crivello, disse que a Semana, apesar  de ter somente 13 anos, já está consolidada. “Recebemos relatórios das avaliações feitas nas Unidades elogiando a Semana. [Talvez pelo fato de que ] A organização da Semana respeita as particularidades de cada Unidade, com suas diferenças na realização das atividades”. Crivello falou sobre o funcionamento do Disque Trote, que, há 11 anos, durante o primeiro mês do ano letivo, atua como uma ouvidoria específica para a questão dentro da Universidade. Abordou também a análise  que é feita dos relatórios da Semana enviados pelas Unidades, para que o grupo de trabalho possa julgar e escolher os vencedores do Prêmio Semana de Recepção aos Calouros.

Para finalizar o seminário, os alunos que criaram a campanha publicitária vencedora para a Semana de Recepção aos Calouros 2012 e do Disque Trote exibiram o material criado (cartazes, folders, outdoors que serão divulgados nos campi da USP), que tem como mote a frase: “Seu calouro já tem dúvidas demais; Não hesite na hora de ajudá-lo”. Segundo os alunos – da disciplina Arte Publicitária do terceiro ano de Publicidade da ECA, coordenados pelo professor Heliodoro Teixeira Bastos Filho – a campanha, cujo símbolo é um ponto de interrogação, é baseada na curiosidade característica dos jovens de hoje e na busca do conhecimento sempre presente na Universidade.

Os materiais informativos terão estampada, na parte da frente, uma pergunta que normalmente os calouros fazem por ainda não conhecerem a estrutura da USP, como, por exemplo, quanto custa a passagem do ônibus circular e, no verso, a resposta com detalhes, com o objetivo de prestar um serviço de informação. “A campanha é feita para o veterano ajudar os calouros, realizando assim uma integração entre eles”, destaca um dos criadores da campanha, o aluno Gustavo Haruki Kume.

(Foto: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados