Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos celebra 20 anos de criação

A Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos iniciou, na tarde do dia 13 de agosto, as comemorações dos seus 20 anos de criação. Durante o evento foi exibido um vídeo feito no dia da inauguração, feitas homenagens aos ex-diretores e aos ex-reitores que contribuíram para a criação, desenvolvimento e consolidação da Faculdade, além de dois lançamentos, um da galeria de ex-diretores e o de uma escultura comemorativa com o símbolo da mesma.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
"Esta não é uma comemoração meramente institucional. É a comemoração de uma comunidade", afirmou o diretor da FZEA durante evento

A Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), localizada no campus de Pirassununga, iniciou, na tarde do dia 13 de agosto, as comemorações dos seus 20 anos de criação.

A solenidade começou com a exibição de um vídeo feito no dia da inauguração da FZEA, em 6 de agosto de 1992, no qual há discursos das autoridades que participaram da instalação da Unidade: o diretor pró-tempore, Lício Velloso; do reitor da USP, Roberto Leal Lobo e Silva Filho; e do governador do Estado de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho.

“Hoje, podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que a Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos alcançou os anseios de seus fundadores e foi além das expectativas da comunidade e da própria Universidade”, ressaltou o diretor da FZEA, Douglas Emygdio de Faria, fazendo referência ao vídeo exibido no início da cerimônia, em que o reitor da USP na época disse que a criação da Faculdade tinha o objetivo de “transformar este campus em um polo regional, nacional e internacional nas áreas de zootecnia e engenharia de alimentos, contribuindo com o desenvolvimento do país”.

O diretor fez um breve relato da história da Unidade nas áreas de ensino e pesquisa, que em 1992 tinha 20 alunos – 80 no total – no curso de zootecnia – e que criou o primeiro curso de engenharia de biossistemas da América Latina e o segundo de veterinária da USP.

Atualmente, a FZEA tem 1288 alunos matriculados nos seus quatro cursos de graduação (zootecnia, engenharia de alimentos, engenharia de biossistemas e veterinária), que oferecem 260 vagas no vestibular, tendo 916 alunos formados. Na pós-graduação há 126 alunos no momento (mestrado e doutorado), e 361 que já concluíram. A Unidade tem 97 professores e o mesmo número também de funcionários. A Faculdade tem 21.500 m2 de área construída e 11.500 m2 de área verde.

Faria destacou também as obras de infraestrutura realizadas ou que estão em andamento na Unidade, como o novo prédio da biblioteca, inaugurado em setembro  de 2011, com 1.452,28 m2 de área construída, e outras que vão ser realizadas até meados de 2013 – quando termina a sua gestão como diretor – como os blocos didático e Administrativo e laboratórios do curso de engenharia de biossistemas; a construção da unidade didática clínico hospitalar do curso de Medicina Veterinária. Sem deixar de elencar as principais realizações dos quatro ex-diretores que a FZEA teve durante estes 20 anos.

Ele citou também outras obras e reformas que precisam ser feitas para fortalecer e direcionar o crescimento e a consolidação da Faculdade, lembrando que para isso a Unidade está trabalhando em novo Plano Estratégico 2012 – 2017, para os próximos anos, “de modo que as decisões e ações da FZEA estejam alinhadas com a Administração Central da Universidade e com as demandas apresentadas pela nossa sociedade”, reforçou Faria.

(da esq. p/ dir) O reitor João Grandino Rodas, e os ex-reitores: Adolpho José Melfi, Suely Vilela; Flávio Fava de Moraes; e Roberto Leal Lobo e Silva Filho (atrás); e o vice-reitor Hélio Nogueira da Cruz

Por fim, disse que a comunidade pode olhar com orgulho e alegria para a trajetória da Unidade, porque “formamos profissionais que transformaram a realidade de Pirassununga, do nosso Estado, e porque não dizer do País! Com esta base de excelência, podemos ir muito mais longe, almejando com justa esperança um papel de liderança nacional e relevância internacional”, encerrou.

Homenagens

“A FZEA fez muito em 20 anos. As pessoas não continuam, mas prevalecem as ações, os feitos”, disse o reitor João Grandino Rodas ao parabenizar a Unidade pelas suas realizações nestas duas décadas. E aproveitou a ocasião para citar as ações que estão sendo feitas durante os últimos dois anos na Administração da Universidade, como a implantação da computação em nuvem (cloud computing), R$ 250 milhões de investimentos próprios em pesquisa; mil bolsas oferecidas no Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para alunos de graduação.

Depois dos discursos foram feitas homenagens aos ex-diretores da FZEA e aos ex-reitores que contribuíram para a criação, desenvolvimento e consolidação da Unidade. Além de dois lançamentos, um da galeria de ex-diretores, com retrato dos quatro que já estiveram à frente da gestão da FZEA, e o de uma escultura comemorativa com o símbolo da mesma.

A cerimônia teve fim com a apresentação musical de docentes e alunos do curso de música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) e com um plantio de árvore em comemoração à data.

Outras atividades

No dia 14 de agosto, foi promovido um ciclo de palestras com o objetivo de possibilitar a apresentação de casos de profissionais de sucesso nas áreas de formação nas quais a Faculdade está engajada (engenharia de alimentos, engenharia de biossistemas, medicina veterinária e zootecnia), com vistas a motivar estudantes de graduação e pós-graduação.

Os ex-diretores da FZEA e o atual diretor com quadros que farão parte da galeria

Reuniões de Conselhos da USP também foram e serão realizadas no campus de Pirassununga, como o Conselho de Cultura e Extensão Universitária (CoCEx), que aconteceu em 28 de junho, marcando assim o início dos eventos comemorativos dos 20 anos da FZEA, o que também acontecerá com o Conselho de Pós-Graduação (CoPGr), em outubro de 2012.

Outros destaques da programação de eventos são a Semana Acadêmica, que acontecerá no período de 24 a 28 de setembro; e o Encontro Nacional sobre Metodologias e Gestão de Laboratório (MET) da Embrapa e, paralelamente, o Simpósio sobre Metodologias de Laboratórios de Pesquisa, que acontecerá no campus de Pirassununga no período 22 a 26 de outubro deste ano.

(Fotos: Ernani Coimbra)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados