Cruesp se reúne com deputados para discutir teto salarial

Nos dias 16 e 17 de fevereiro, representantes do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) estiveram na Assembleia Legislativa de São Paulo, onde se reuniram com deputados para discutir a questão do teto salarial das Universidades.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
carlaopignatari
Os representantes do Cruesp se reuniram com seis deputados na Assembleia Legislativa, entre eles, Carlão Pignatari (ao centro)

Nos dias 16 e 17 de fevereiro, representantes do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp) – o  reitor da USP, Marco Antonio Zago; a vice-reitora da Unesp, Marilza Cunha Rudge; e o coordenador geral da Unicamp, Alvaro Penteado Crósta – estiveram na Assembleia Legislativa de São Paulo, onde se reuniram com deputados para discutir a questão do teto salarial das Universidades.

Participaram dos encontros os deputados Barros Munhoz, Carlão Pignatari, Carlos Neder, Davi Zaia, Mauro Bragato e Orlando Bolçone.

De acordo com a Constituição do Estado, os servidores públicos estaduais não podem ganhar mais do que o governador (atualmente, R$ 21.631,05). Para os dirigentes das Universidades,  o valor atual tem desestimulado a atração e a permanência de professores qualificados no âmbito das três Instituições. Com isso, há fuga de talentos para as universidades públicas federais, cujo teto é de R$ 33.763,00, baseado no subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Também acompanharam a reunião o assessor da Reitoria da USP, José Roberto Drugowich de Felício, e os chefes de gabinete da Unicamp, Paulo Cesar Montagner, e da Unesp, Roberval Dalton Veira.

(Foto: Divulgação)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados