Comunicado sobre a nova Gestão Reitoral

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Tradicionalmente, a data da posse dos reitores da USP sempre foi 25 de janeiro, dia em que foi fundada a Universidade, em 1934.  Tal praxe foi descontinuada em 1993, em virtude de o mandato do reitor ter sido abreviado. Dentre as decorrências de tal fato, figuram o início de mandato em meio às avaliações de fim de ano e a não-coincidência com o ano letivo e fiscal.

Por outro lado, o tamanho da USP – abrangendo mais de cem mil pessoas, quarenta Unidades de Ensino e Pesquisa e sete campi, em todo o Estado de São Paulo – e reconhecidamente dotada de administração complexa, indicam a necessidade de um período de transição em que, os pró-reitores, os coordenadores etc., que estão saindo e os que estão entrando, trabalhem, lado a lado, transmitindo documentos, informações e explicações.

Por tais razões, decidiu-se que, de 25 de novembro de 2009 (data em que se encerra o mandato da reitora Suely Vilela) até 25 de janeiro de 2010 (data em que foi fixada a posse formal do novo reitor João Grandino Rodas), dar-se-á o referido período de transição. Dessa forma, além do benefício administrativo, voltar-se-á à data tradicional de posse dos reitores da USP.

Há, ademais, fato relevante que se beneficiará do período de transição. A Reitoria da USP, por muitos anos, ocupou prédio próprio de oito andares, situado em frente à Praça do Relógio, ambos – prédio e praça – constituem-se nos principais marcos da Cidade Universitária do Butantã. Em 1968, a Reitoria foi mudada, passando a ocupar os prédios onde ainda hoje se situa. A partir de então, o prédio — com a denominação Antiga Reitoria — passou a ser usado por diversos órgãos. O novo reitor optou por voltar já ao anterior Gabinete do sexto andar, tradicionalmente ocupado por seus predecessores mais remotos (que, nesse entretempo, será restaurado). Aos poucos, todos os órgãos ligados à Reitoria passarão a se abrigar no prédio que será, como um todo, também restaurado.

A partir de hoje, o vice-reitor Franco Maria Lajolo encontra-se no exercício do cargo de reitor, enquanto que o reitor eleito João Grandino Rodas chefia a Comissão de Transição, formada por seis professores, além de acompanhar proximamente a administração. O nome dos futuros pró-reitores serão levados para homologação, em sessão ordinária  do Conselho Universitário, convocada para 23 de fevereiro de 2010.

São Paulo, 26/11/09

João Grandino Rodas                                                 Franco M. Lajolo

Reitor eleito                                                    Vice-Reitor no exercício

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail