Comemorações dos 75 anos da USP terminam valorizando o livro e a leitura

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

O diretor-presidente da Edusp, Plínio Martins Filho, e a reitora da USP, Suely Vilela, na inauguração da Livraria. (Crédito da Foto: Ernani Coimbra) 

Foi com livros a mancheias que a Universidade de São Paulo encerrou as comemorações dos 75 anos de sua fundação, ao inaugurar na noite desta quinta-feira, 8 de outubro, a Livraria João Alexandre Barbosa, a nova livraria da Editora da Universidade de São Paulo (EDUSP).

 

Localizada no andar térreo do prédio da Antiga Reitoria, na Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira”, em São Paulo, a Livraria João Alexandre Barbosa mostrou, em sua estreia, que possui todos os atributos para se tornar um dos mais agradáveis pontos de encontro da Universidade, confirmando a expectativa de seus idealizadores.

 

Lotada e com várias personalidades do ambiente acadêmico e cultural circulando em suas dependências, a nova livraria, que contou com projeto arquitetônico desenvolvido por Paulo Bruna Arquitetos Associados, pôde confirmar, na inauguração, que seus 530m² de área interna são adequados ao atendimento de grandes públicos.

 

“Nossa satisfação é redobrada porque ao mesmo tempo em que a obra se concretiza, podemos, com ela, homenagear uma personalidade do porte de João Alexandre Barbosa, professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, ex-pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária, que há três anos nos deixou”, discursou a reitora Suely Vilela.

 

A renomada educadora Ana Mae Barbosa, viúva do leitor incansável e intelectual de ponta João Alexandre, mencionou passagens sobre a forma como o respeitado crítico literário mantinha-se atualizado com os novos lançamentos. “João Alexandre era um frequentador assíduo de livrarias, inclusive as principais do exterior, aquelas do ‘Circuito Elizabeth Arden’”, brincou Ana Mae.

 

Também se pronunciou na cerimônia de abertura da Livraria João Alexandre Barbosa, que disponibiliza em suas prateleiras cerca de oito mil títulos, o mais importante bibliófilo do país e presidente da Comissão Editorial da EDUSP, José Mindlin. Aos 95 anos, Mindlin encarna, mais do que ninguém no Brasil, o leitor exemplar sempre pronto a reafirmar a importância dos livros e da leitura para a sociedade. Foi o que fez, mais uma vez, no evento de inauguração da casa de livros que homenageia um de seus grandes amigos e interlocutores intelectuais.

 

Já o diretor-presidente da Editora da Universidade de São Paulo, Plinio Martins Filho, asseverou que o livro, “sobretudo em nosso país”, deveria ocupar posição de mais alto prestígio na escala de valores culturais, educativos e sociais. “Infelizmente, nem sempre essa convicção é compartilhada pela sociedade, pois alguns de seus segmentos parecem considerá-lo supérfluo, e, às vezes, algumas autoridades até dão a pensar que são inimigas do livro”, criticou Plinio Martins.

 

A inauguração na Cidade Universitária de uma livraria com as qualidades dessa que ora a EDUSP traz à luz afina-se de modo inequívoco à frase célebre do escritor Monteiro Lobato, lembrada na primeira linha do pronunciamento de Suely Vilela: “Um país se faz com homens e livros”. Clique aqui para ver mais imagens da Inauguração.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail