Cerimônia marca aula inaugural do curso de Licenciatura em Ciências

O curso foi criado com o objetivo de formar profissionais capacitados para atuar na educação básica, com foco na educação científica.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail
O reitor João Grandino Rodas, na aula inaugural do curso

Uma cerimônia no Auditório “Abrahão de Moraes”, no Instituto de Física, no dia 23 de outubro, marcou a aula inaugural do curso semipresencial de Licenciatura em Ciências, criado com o objetivo de formar profissionais capacitados para atuar na educação básica, com foco na educação científica. Trata-se do primeiro curso de graduação desta modalidade da USP, oferecido em parceria com programa Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) da Secretaria de Ensino Superior.

A aula inaugural foi realizada no campus de São Paulo, que contou com a presença dos profissionais envolvidos no desenvolvimento do curso. O evento foi assistido presencialmente pelos alunos da capital e via Univesp TV pelos alunos do interior do Estado.

O coordenador do curso, Gil da Costa Marques, apresentou a estrutura de apoio ao aluno e destacou que o vestibular obteve a elevada média de 4,92 candidatos/vaga, sendo que, na capital, a relação foi ainda maior: 12,73 c/v. “Montamos uma ampla estrutura de apoio que envolve o aluno, também em relação ao uso de tecnologias. Tudo está planejado e o diploma será tão válido quanto o do ensino presencial”, garantiu Marques. Neste ano, foram disponibilizadas 360 vagas, distribuídas nas cidades de São Paulo, São Carlos, Ribeirão Preto e Piracicaba.

Opinião semelhante foi expressa pela pró-reitora de Graduação, Telma Maria Tenório Zorn. “Nossa dedicação é com a qualidade. Contamos que essa nova experiência estimule ainda mais a participação dos alunos”, afirmou. Presente na cerimônia, o reitor João Grandino Rodas destacou pessoalmente seu compromisso com o curso. “Podem acreditar no aspecto pioneiro do curso. Esse modelo vai quebrar inércias, pois, mesmo presencialmente, as ferramentas tecnológicas devem ser usadas”, afirmou.

Carlos Vogt, secretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo e idealizador do Programa UNIVESP, destacou que “estamos diante de uma experiência fundadora do ponto de vista das iniciativas governamentais no ensino superior público gratuito de qualidade”, afirmou.

O curso tem carga horária de 2835 horas, sendo que 1800 horas respondem aos conteúdos de formação, 405 horas referentes ao estágio supervisionado e 210 horas destinadas às atividades acadêmico-científico-culturais. As atividades presenciais serão cumpridas nos polos de atendimento, com a periodicidade de até duas vezes por semana. A carga horária a distância corresponde a 52% do total do curso.

As atividades presenciais e não presenciais serão subsidiadas por material impresso, articulados com as demais atividades no ambiente virtual de aprendizagem e com a programação da UNIVESP TV, construída sob a coordenação dos professores especialistas da USP, em parceria com a Fundação Padre Anchieta.

(Com informações da Secretaria de Ensino Superior / Fotos: Ernani Coimbra)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados