Biblioteca do Conjunto das Químicas inaugura prédio anexo e comemora 70 anos de Revista Científica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Da esq. para a dir: A ex-diretora da FCF, de 2004 a 2008, Terezinha de Jesus Andreoli Filho; o ex-diretor da FCF, de 1996 a 2000, Seizi Oga; a editora científica da BPJS, Elizabeth Igne Ferreira; a reitora da USP, Suely Vilela; o atual diretor da FCF, Jorge Mancini Filho; o diretor do IQ, Hans Viertler; o vice-reitor da USP, Franco Maria Lajolo; e o diretor técnico da Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas, Angelo Cruz. (Crédito da Foto: Ernani Coimbra)Nesta terça-feira, dia 24 de novembro, às 14h30, aconteceu a inauguração do prédio anexo da Divisão de Biblioteca e Documentação do Conjunto das Químicas e a comemoração dos 70 anos da Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, atual Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences, no hall térreo da mesma Biblioteca.A biblioteca do Conjunto das Químicas existe há 44 anos, e reúne o acervo do Instituto de Química (IQ) e da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF) da USP, com 140 mil volumes, 534 títulos, e 700 usuários em média por dia. Com a inauguração do novo prédio anexo, que tem 896 m², 12 computadores para pesquisa e salas de estudo, a biblioteca passa a ter 3.473 m².  O diretor técnico da biblioteca, Angelo Cruz, destacou a dedicação da equipe de funcionários, além do apoio da administração do IQ e da FCF, para a realização desta ampliação na infraestrutura. Os diretores do IQ, Hans Viertler, e da FCF, Jorge Mancini Filho, ressaltaram a importância da biblioteca para o ensino. “A biblioteca tem um valor estimável”, afirmou Viertler, “Considero este lugar como um templo, pois nele nos comunicamos com a ciência, onde as pessoas vão crescer”, reforçou Mancini. Para comemorar os 70 anos da Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas, cuja publicação é trimestral, foi montada uma exposição na biblioteca contando a história da Revista, em sete paineis, através da qual pode ser contada também a história das Ciências Farmacêuticas. O objetivo é revelar a evolução da publicação, de sua trajetória, a sua representação para o ensino, pesquisa e desenvolvimento das ciências farmacêuticas do país.A editora científica da Revista, Elizabeth Igne Ferreira, lembrou que no começo o nome era “Anais”, passando por várias denominações até 1999, quando recebeu o título de Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences (BJPS). Segundo a editora e professora da FCF, o intuito é que a publicação se consolide como referência na área de ciências farmacêuticas no Brasil e até no mundo.Já a reitora da USP, Suely Vilela, lembrou que a biblioteca do Conjunto das Químicas é considerada referência na área de química, pois é utilizada não só por alunos, professores da graduação e pós-graduação dos cursos de Química e Ciências Farmacêuticas, mas também por funcionários da indústria farmacêutica; além de ser responsável por diversas publicações, como a Revista, atual BPJS.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail