Biblioteca Brasiliana Mindlin promove concertos gratuitos

O projeto Música na BBM, da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin oferece concertos gratuitos de música todas as quintas-feiras, das 12h às 13h.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Com repertório variado, o projeto Música na BBM oferece concertos gratuitos todas as quintas-feiras, ao meio-dia

Durante este ano, os frequentadores da Cidade Universitária “Armando de Salles Oliveira” têm tido a oportunidade de desfrutar de concertos de música de alta qualidade, gratuitamente. É o projeto “Música na BBM”, promovido pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, semanalmente, todas as quintas-feiras, das 12h às 13h.

Como explica a diretora da BBM, Sandra Guardini Vasconcelos, “embora o repertório seja variado e não fique restrito à música brasileira, clássica ou popular, o projeto ‘Música na BBM’ amplia e diversifica nossas atividades, contribuindo para a formação musical do público e oferecendo música de qualidade. Acredito que a biblioteca é o espaço do saber, do conhecimento, e deve acolher todas as atividades, das mais diferentes áreas, seja por meio de palestras, simpósios, exposições ou pela música”.

Piano 01
Além dos instrumentistas profissionais, o projeto também abriu espaço para jovens músicos, como Lucas Thomazinho (foto), aluno do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA), em apresentação no dia 15 de outubro

As apresentações começaram em abril e, aos poucos, ganharam regularidade, divulgação e frequentadores habituais. Atualmente, o público varia de 50 a 70 pessoas, que praticamente lotam o espaço onde os concertos são realizados.

O projeto também ajuda a dar visibilidade à Biblioteca. “Muitas pessoas jamais entrariam aqui se não fossem pelos concertos. Mesmo que a apresentação seja no térreo, desperta o interesse em subir, conhecer a coleção ou entrar aqui na nossa sala de estudos que, aliás, está sempre cheia. É mais um elemento para atrair visitantes à BBM”, ressalta Sandra.

A programação deste ano ainda tem mais três apresentações: o recital de piano com Lucas Gonçalves, no próximo dia 18/11; o recital de Sérgio Carvalho, com obras de Bach, no dia 26/11; e uma apresentação do Laboratório de Música de Câmara (Lamuc), no dia 3/12. Mais informações no site da Biblioteca Brasiliana Mindlin.

Música na BBM

A ideia do projeto Música na BBM surgiu com a liberação do espaço que abrigou por mais de dois anos a exposição “Não faço nada sem alegria”, sobre a vida de José e Guita Mindlin, a formação do acervo, a construção do edifício, a cultura do livro, a história da imprensa e o prazer da leitura.

Embora, originalmente, o espaço tenha sido projetado para ser uma sala de exposições, com o fim da mostra – que ganhou uma versão reduzida e agora ocupa, de forma permanente, o saguão da Biblioteca –, a sala ficou livre e passou a abrigar debates, palestras, colóquios e outras atividades. Foi, então, que surgiu o interesse de acrescentar um pouco de música à rotina da Biblioteca e transformar o espaço também em uma sala de concertos.

Para o desenvolvimento do projeto, a Biblioteca Mindlin conta com a parceria da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp), do CoralUSP, do Laboratório de Música de Câmara (Lamuc) e do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA), que se revezam para oferecer uma programação variada, intercalando recitais e concertos. Os músicos participam de forma voluntária, dedicando tempo e esforço para a preparação das apresentações.

Além dos músicos profissionais, alguns alunos do Departamento de Música da ECA foram selecionados para fazer parte da programação e ter a oportunidade de mostrar seu trabalho. “O instrumentista passa horas em sua sala de estudo praticando, mas é apenas no momento da apresentação que pode, de fato, dar vida ao seu trabalho. A performance no palco é um momento único e especial cuja maturidade e excelência só se alcança através da experiência. Por isso é tão importante que faça parte do processo de formação dos jovens instrumentistas”, explica o professor do Departamento e vice-diretor da ECA, Eduardo Henrique Soares Monteiro.

Programação de 2016

Uma boa notícia para 2016 é que o projeto terá continuidade, garante a diretora da Biblioteca. Embora a programação ainda esteja sendo elaborada, já é possível adiantar que a série com o cravista do CoralUSP, Sérgio Carvalho de Oliveira, sobre as obras de Bach foi confirmada, assim como alguns recitais de cravo com violino. O restante da programação ainda depende da disponibilidade de um piano de cauda na sala.

Existe também uma proposta de se desenvolver uma série de eventos envolvendo literatura e música, sem comprometer a programação musical do projeto. Outra ideia é intercalar as apresentações do meio-dia, com apresentações no período da tarde, para contemplar o público que está encerrando a jornada ou chegando para as aulas.

(Foto: Divulgação)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados