Autoatendimento telefônico orienta sobre a fosfoetanolamina

A Prefeitura do Campus de São Carlos disponibilizou um sistema de autoatendimento telefônico — (16) 3373-8300 — para auxiliar as pessoas que buscam informação sobre a fosfoetanolamina.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A Prefeitura do Campus de São Carlos disponibilizou um sistema de autoatendimento telefônico — (16) 3373-8300 — para auxiliar as pessoas que buscam informação sobre a fosfoetanolamina.

Por meio desse número, o interessado pode obter orientações gerais sobre a substância, bem como esclarecimentos específicos para quem já está com ação judicial em curso.

A fosfoetanolamina foi estudada de forma independente pela equipe do professor já aposentado do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) da USP, Gilberto Chierici.

A Universidade não dispõe de dados sobre a aplicação dessa substância para o tratamento de qualquer doença em seres humanos, nem possui acesso aos elementos técnico-científicos necessários para a produção da substância.

Todo conhecimento é restrito ao docente aposentado e à sua equipe e está protegido por patentes. Em caráter excepcional, o IQSC está produzindo e fornecendo a fosfoetanolamina apenas e exclusivamente em atendimento às ações judiciais.

A implantação do sistema de autoatendimento contou com a colaboração da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) e da Rádio USP de Ribeirão Preto.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados