Pacientes de projeto de reabilitação de câncer de mama ganham barco-dragão

Programa Remama é desenvolvido pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, pela Rede de Reabilitação Lucy Montoro e o Cepeusp

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
A nova embarcação, que veio da China, vai permitir o aumento no número de vagas no programa – Foto: Gilberto Marques / Portal do Governo

No dia 3 de outubro, nas águas da Raia Olímpica da USP, na Cidade Universitária, foi apresentada e batizada uma nova embarcação oficial para competições de remo, o barco-dragão, que será utilizada por integrantes do programa Remama, voltado a pacientes que fizeram tratamento contra o câncer de mama no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

O programa, realizado pelo Icesp e pela Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em parceria com o Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo (Cepeusp), foi lançado em 2013 e é inspirado em um movimento mundial de superação da doença através do esporte. A iniciativa busca minimizar a reincidência da doença em virtude do aumento da resistência física e melhora do sistema imunológico. Para completar, resgata a qualidade de vida das mulheres, estimulando a interação social e elevando a autoestima.

As atividades do Remama têm início no Centro de Reabilitação do Icesp, em um remo ergômetro. Depois, passam a ser realizadas na Raia Olímpica, com o treinamento regular prático na água, todas as terças e quintas-feiras, sob o monitoramento de profissionais do Cepeusp. Podem participar as pacientes que estão na etapa de reabilitação e passaram pelos processos do tratamento, como quimioterapia e cirurgia. Atualmente, há vinte integrantes.

A cerimônia marcou também o lançamento das ações do Outubro Rosa no Estado e contou com a presença do governador Geraldo Alckmin – Foto: Gilberto Marques / Portal do Governo

A aquisição do barco-dragão, que veio da China, foi patrocinada pela Associação para a Educação, Esporte, Cultura e Profissionalização da Divisão de Reabilitação do Hospital das Clínicas e vai permitir o aumento no número de vagas no programa. Além disso, credencia a agora equipe do Icesp, autointitulada Remama Dragão Rosa, a participar de um movimento com mulheres em recuperação, que ocorre em 22 países, de competições internacionais em barcos-dragão.

As corridas realizadas em barcos-dragão, grandes canoas abertas decoradas com dragões de madeira na proa, são disputadas por equipes de dez ou vinte remadores, além de um timoneiro e de outro componente que dita o ritmo no tambor.

A cerimônia, que marcou também o lançamento das ações do Outubro Rosa no Estado [campanha de conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama], contou com a presença do governador Geraldo Alckmin; do diretor do Icesp, Paulo Hoff; da secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella; do pró-reitor de Cultura e Extensão Universitária da USP, Marcelo de Andrade Roméro; da coordenadora médica do serviço de reabilitação do Icesp, Christina May Moran de Brito; entre outros convidados.

(Com informações do Portal do Governo de SP e da Imprensa Oficial)

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados