Novo sistema moderniza processo de admissão de docentes

Em operação desde abril, o sistema já está com uma centena de concursos abertos, a maioria em fase de inscrição

Share on Facebook96Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Seguindo uma das principais diretrizes da Universidade, que é dar mais agilidade aos processos internos, diminuir a burocracia e ampliar o uso de documentos digitais em detrimento da manipulação de documentos e arquivos em papel, a Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) implantou, em abril, um sistema eletrônico para admissão de docentes.

Em 2017, está prevista a admissão de cerca de 150 novos docentes na Universidade, conforme aprovado no orçamento da USP

“A informatização representa um ganho importante para a Universidade, modernizando o processo, tornando-o mais transparente, possibilitando a análise de dados e a elaboração de relatórios, além de proporcionar uma economia de recursos, tanto humanos quanto materiais”, explica o superintendente de Tecnologia da Informação, João Eduardo Ferreira.

Todas as etapas do processo de admissão de docentes e suas fases foram compreendidas pelo novo sistema: a solicitação do cargo por parte da Unidade, Instituto ou Museu; o concurso público (publicação do edital, inscrições e concurso); e a admissão (convocação, nomeação, perícia médica, posse e exercício). Uma das principais vantagens é que o novo sistema facilita a inscrição de professores que residem em lugares distantes e até no exterior, ampliando a seleção e a possibilidade de recrutar talentos.

O sistema é resultado dos esforços de vários órgãos da Universidade e de discussões com assistentes acadêmicos que detectaram problemas e sugeriram melhorias. De acordo com a assistente técnica acadêmica da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ), Joana Ferreira Dias de Vasconcelos, “a informatização do processo de admissão de docentes era uma grande demanda dos assistentes acadêmicos. É uma ferramenta administrativa poderosa e que agrega muito. O ganho é real para todos, além de atender a uma demanda dos candidatos, especialmente dos estrangeiros, o novo sistema também reduz o gasto do candidato com a inscrição (já que agora só precisa fazer o upload dos arquivos). Também diminui a quantidade de papel gerada pelos processos”.

Nesse primeiro momento, o Sistema de Admissão de Docentes já está com uma centena de concursos em andamento, a maior parte deles ainda na fase de inscrição. Os interessados podem consultar os concursos por cargo, Unidade ou situação do certame. Também é possível visualizar os editais, fazer a inscrição (desde que se cadastrem previamente no sistema) e acompanhar o progresso do concurso.

Sistema de Admissão de Docentes

O desenvolvimento do novo sistema levou cerca de um ano e envolveu diversos órgãos da Universidade. O primeiro passo foi a criação, em abril do ano passado, de um Grupo de Trabalho de Admissão Docente, formado por membros da STI, do Departamento de Recursos Humanos (DRH), da Comissão Especial de Regimes de Trabalho (Cert), da Vice-Reitoria, da Secretaria-Geral e da Procuradoria-Geral. O grupo tinha o objetivo de definir e especificar o processo de admissão docente – desde a solicitação do cargo, passando por todas as etapas do concurso público, até chegar à admissão na Universidade – e especificar as diretrizes para a informatização do processo para a equipe de programadores da STI.

“Esse sistema foi desenvolvido por uma comissão que envolveu pessoas de vários órgãos da USP. Foi um processo difícil e trabalhoso, e avançamos o máximo possível para entregar um sistema suficientemente pronto para ser utilizado. Mas sabemos que um sistema operacional nunca está pronto, e que o sucesso dele depende dos usuários”, explicou o superintendente de Tecnologia da Informação, João Eduardo Ferreira.

Um dos principais obstáculos à informatização do processo foi a exigência do envio de material que comprovasse os trabalhos realizados, para a avaliação do mérito do candidato. Esse impedimento foi resolvido com a aprovação no Conselho Universitário do dia 11 de abril de uma mudança no Regimento Geral da Universidade, que possibilitou o envio desse material em formato digital.

Share on Facebook96Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados