Luto oficial pelo falecimento de Antonio Candido

Reitoria decreta luto oficial nos dias 12, 13 e 15/05, em razão do falecimento do professor Antonio Candido

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

A Reitoria decretou luto oficial na USP, nos dias 12, 13 e 15 de maio, em razão do falecimento do professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) e crítico literário, Antonio Candido de Mello e Souza (foto), ocorrido na madrugada desta sexta-feira, dia 12/05, em São Paulo. Também foram suspensas as aulas na FFLCH.

Antonio Candido foi um dos mais importantes críticos literários brasileiros. Em 1937, ingressou na recém-criada Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, no curso de Ciências Sociais, no qual se formou em 1942. Iniciou a carreira como crítico literário nos anos 40, tendo escrito para jornais como Folha da Manhã, Diário de S. Paulo e O Estado de S. Paulo.

Tornou-se livre-docente de Literatura Brasileira, em 1945, e doutor em Ciências, em 1954, com a tese Os Parceiros do Rio Bonito,  sobre o caipira paulista e sua transformação, publicada em 1964. Em 1974, passou a professor titular de Teoria Literária e Literatura Comparada na FFLCH, cargo em que se aposentou em 1978. É autor de uma das mais importantes obras brasileiras de crítica literária, “Formação da Literatura Brasileira”, de 1959, em que aborda os momentos decisivos da formação do sistema literário brasileiro.

O velório de Antonio Candido está sendo realizado no dia de hoje (12/05), das 9h às 17h, no Hospital Albert Einstein (Av. Albert Einstein, 627/701, no Morumbi, em São Paulo). No sábado, dia 13, será realizada uma cerimônia de cremação para familiares e amigos.

(Foto: Marcos Santos)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados