Esclarecimento do IEB sobre a biblioteca de Antonio Candido

O Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) emitiu uma nota sobre notícia publicada no jornal Folha de S. Paulo

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  
Em cinquenta anos de carreira acadêmica, Antonio Candido deu contribuições inestimáveis para a cultura brasileira – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

É inverídica a informação que a USP recusou a biblioteca de Antonio Candido, publicada no Painel das Letras, no dia 7 de abril. Em dezembro do ano passado, o Conselho do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da Universidade aprovou, por unanimidade, a aquisição da referida biblioteca, conforme parecer emitido pelo órgão.

O laudo mencionado na nota foi feito por uma comissão especializada e se refere a um protocolo estabelecido pelo IEB para avaliação de oferta de acervos nas condições de venda ou doação. Ressalte-se que a decisão quanto à aquisição ou não de determinado acervo cabe ao Conselho do Instituto.

No que tange à biblioteca de Antonio Candido, passos prévios já tinham sido dados, com o apoio da Reitoria da USP, para que fosse encaminhado um pedido de auxílio à Fapesp, com o intuito de se captarem os recursos necessários para a efetivação da compra, no valor de R$ 500 mil. A oferta de venda, no entanto, foi retirada.

Importante destacar que, por outro lado, deu-se prosseguimento ao processo de doação dos arquivos — acervo fotográfico e documental — de Antonio Candido e da professora Gilda de Mello e Souza, os quais já se encontram no IEB, em processo de higienização e de organização, para que, em breve, sejam disponibilizados para consulta pública.

São Paulo, 9 de abril de 2018

Profa. Dra. Sandra Margarida Nitrini
Diretora do IEB-USP

  • 5
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados