Alunos da Faculdade de Direito da USP recebem duplo diploma

No dia 11 de julho, foi realizada formatura da primeira turma do programa Parceria Internacional Triangular de Ensino Superior (Pites)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
A primeira turma de formados do programa Pites comemora a colação de grau com os dirigentes da USP e das universidades parceiras (Foto: Marcos Santos / USP Imagens)

No dia 11 de julho, foi realizada, na sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, a cerimônia de colação de grau da primeira turma do curso de Direito que faz parte do programa Parceria Internacional Triangular de Ensino Superior (Pites).

O programa consiste em uma parceria acadêmica da USP com três universidades francesas: Université Jean Moulin Lyon 3, Lumière Lyon 2 e Jean Monnet de Saint-Etienne, que formam a comunidade universitária da Université de Lyon.

O acordo de cooperação foi assinado entre as Instituições em 2014. Os alunos da Faculdade de Direito (FD) da USP tiveram a oportunidade de cursar dez disciplinas, incorporadas à grade curricular do curso, ministradas em francês por docentes das universidades parceiras.  Os cerca de 20 alunos que concluíram o curso receberam o diploma francês e o diploma da FD.

Participaram da cerimônia a professora da Faculdade de Direito da Université Jean Monet Saint Etienne, Eliette Rubi Cavagna; o vice-reitor da Université Lumière Lyon 2, Yannick Chevalier; o reitor da Université Jean Moulin Lyon 3, Jacques Comby; o reitor da USP, Marco Antonio Zago; o cônsul-geral da França em São Paulo, Brieuc Pont; o diretor da Faculdade de Direito da USP, José Rogério Cruz e Tucci; e o ex-reitor da Université Jean Moulin Lyon 3 e paraninfo da turma, Hugues Fulchiron.

“Hoje estamos comemorando o sucesso dessa iniciativa, que dá aos alunos da Faculdade de Direito a oportunidade de terem um diploma francês. Além de ser uma oportunidade para os estudantes, o desenvolvimento desse programa traz muitas outras vantagens, incluindo o fortalecimento das relações acadêmicas e de cooperação científica e tecnológica entre nossas universidades”, destacou o reitor Marco Antonio Zago.

O orador da turma foi o estudante Thalles Ricardo Alciati Valim, que afirmou que “encontramos, no curso, uma diversidade para pensar, refletir o Direito e, ainda, para aprendê-lo. Se, em um primeiro momento, isto foi uma barreira a ultrapassar, o tempo a transformou em uma fonte rica de conhecimentos”.

Validade europeia

Segundo o professor titular da FD e coordenador do convênio, Fernando Dias Menezes de Almeida, que foi homenageado pelos alunos na cerimônia, os professores visitantes permanecem de duas a três semanas na USP e ministram de 30 a 36 horas de curso, conforme a disciplina.

Os alunos interessados podem se inscrever no programa a partir do terceiro ano do curso. “Nossos estudantes recebem um diploma de validade europeia, sem sair do Brasil. É muito mais democrático trazer alguém para dar aula para quem não pode viajar, por razões econômicas ou familiares, por exemplo”, destacou o coordenador.

O curso já está em sua quarta turma e conta com 90 alunos, o que representa 20% do total de alunos da Faculdade. Esse grupo deve ser formar no próximo mês de dezembro.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados