Alunos da Faculdade de Direito da USP recebem duplo diploma

No dia 11 de julho, foi realizada formatura da primeira turma do programa Parceria Internacional Triangular de Ensino Superior (Pites)

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
A primeira turma de formados do programa Pites comemora a colação de grau com os dirigentes da USP e das universidades parceiras (Foto: Marcos Santos / USP Imagens)

No dia 11 de julho, foi realizada, na sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, a cerimônia de colação de grau da primeira turma do curso de Direito que faz parte do programa Parceria Internacional Triangular de Ensino Superior (Pites).

O programa consiste em uma parceria acadêmica da USP com três universidades francesas: Université Jean Moulin Lyon 3, Lumière Lyon 2 e Jean Monnet de Saint-Etienne, que formam a comunidade universitária da Université de Lyon.

O acordo de cooperação foi assinado entre as Instituições em 2014. Os alunos da Faculdade de Direito (FD) da USP tiveram a oportunidade de cursar dez disciplinas, incorporadas à grade curricular do curso, ministradas em francês por docentes das universidades parceiras.  Os cerca de 20 alunos que concluíram o curso receberam o diploma francês e o diploma da FD.

Participaram da cerimônia a professora da Faculdade de Direito da Université Jean Monet Saint Etienne, Eliette Rubi Cavagna; o vice-reitor da Université Lumière Lyon 2, Yannick Chevalier; o reitor da Université Jean Moulin Lyon 3, Jacques Comby; o reitor da USP, Marco Antonio Zago; o cônsul-geral da França em São Paulo, Brieuc Pont; o diretor da Faculdade de Direito da USP, José Rogério Cruz e Tucci; e o ex-reitor da Université Jean Moulin Lyon 3 e paraninfo da turma, Hugues Fulchiron.

“Hoje estamos comemorando o sucesso dessa iniciativa, que dá aos alunos da Faculdade de Direito a oportunidade de terem um diploma francês. Além de ser uma oportunidade para os estudantes, o desenvolvimento desse programa traz muitas outras vantagens, incluindo o fortalecimento das relações acadêmicas e de cooperação científica e tecnológica entre nossas universidades”, destacou o reitor Marco Antonio Zago.

O orador da turma foi o estudante Thalles Ricardo Alciati Valim, que afirmou que “encontramos, no curso, uma diversidade para pensar, refletir o Direito e, ainda, para aprendê-lo. Se, em um primeiro momento, isto foi uma barreira a ultrapassar, o tempo a transformou em uma fonte rica de conhecimentos”.

Validade europeia

Segundo o professor titular da FD e coordenador do convênio, Fernando Dias Menezes de Almeida, que foi homenageado pelos alunos na cerimônia, os professores visitantes permanecem de duas a três semanas na USP e ministram de 30 a 36 horas de curso, conforme a disciplina.

Os alunos interessados podem se inscrever no programa a partir do terceiro ano do curso. “Nossos estudantes recebem um diploma de validade europeia, sem sair do Brasil. É muito mais democrático trazer alguém para dar aula para quem não pode viajar, por razões econômicas ou familiares, por exemplo”, destacou o coordenador.

O curso já está em sua quarta turma e conta com 90 alunos, o que representa 20% do total de alunos da Faculdade. Esse grupo deve ser formar no próximo mês de dezembro.

  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados