Vendas na Festa do Livro da USP ultrapassam 250 mil volumes

No estande da Editora da USP, obra sobre feminismo foi a mais procurada do evento

Por - Editorias: Cultura
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
A Festa do Livro da USP: organizadores dizem que o público externo aumentou nesta edição do evento – Foto: Sofia Calabria via Edusp

.
A Universidade está entrando no período de férias após encerrar mais uma edição de um grande evento: a 19ª Festa do Livro da USP, realizada na Cidade Universitária nos dias 28, 29, 30 de novembro e 1º de dezembro. Nesta edição do evento, 171 editoras nacionais estiveram presentes e o total de vendas ultrapassou os 250 mil exemplares.

No balcão da Editora da USP (Edusp), o campeão de vendas foi o livro 50 Anos de Feminismo: Brasil, Argentina e Chile, organizado pelas sociólogas Eva Alterman Blay e Lúcia Avelar. Em seguida, foi o clássico História do Brasil, de Boris Fausto.

Lançado pela Editora da USP, livro 50 anos de Feminismo: Argentina, Brasil e Chile foi sucesso de vendas na 19ª Festa do Livro – Foto: Reprodução

Outras duas obras com destaque de venda foram Cego é Aquele que só Vê a Bola: O Futebol Paulistano e a Formação de Corinthians, Palmeiras e São Paulo, de João Paulo França Streapco, e o Manual de Editoração e Estilo, de Plinio Martins Filho, vencedor do Prêmio Jabuti deste ano na categoria Comunicação.

Para Márcio Pelozio, diretor comercial da Edusp, a lista dos mais vendidos da editora surpreende pela diversidade dos temas que são abordados nas obras, o que não costumava acontecer nas edições anteriores. Para Pelozio, isso é uma evidência de que o público da Festa do Livro tem se tornado mais variado e abrangente ao longo dos anos.

“Na Edusp, e acredito que nas demais editoras, sentimos a presença de mais pessoas externas à Universidade”, diz o diretor. Como exemplo, ele lembra da presença de alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro. “Eu mesmo atendi dois professores do Rio de Janeiro”, conta.

A Festa do Livro é organizada anualmente pela Edusp e começou a fazer parte do calendário uspiano em 1999. Desde então, foram vendidos cerca de 2 milhões de livros.

O público da Festa do Livro, que desde o ano passado se estende por quatro dias, foi estimado em 25 mil pessoas para o primeiro dia do evento. Nos demais, acredita-se que foram cerca de 20 mil visitantes por dia durante as 12 horas de programação diária.

Já com a mente na 20ª edição, Pelozio explica que a preparação para a Festa do Livro de 2018 começa a se articular a partir de agora. Uma ideia é que os organizadores possam conhecer melhor quem são os visitantes do evento. “Para a próxima edição da Festa do Livro, queremos buscar informações entre o público”, afirma.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados