“Revista USP” destaca brasileiros que estudaram os Estados Unidos

Americanistas são o tema da nova edição da revista, que será lançada no dia 3 de maio

Por - Editorias: Cultura
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Monteiro Lobato, Érico Veríssimo e Gilberto Freyre foram alguns dos escritores brasileiros que se dedicaram a pensar os Estados Unidos – Foto: Reprodução

.
Personalidades como Monteiro Lobato, Érico Veríssimo e Gilberto Freyre tiveram um papel muito importante para a compreensão do poderio dos Estados Unidos. Eles eram americanistas. Isto é, foram brasileiros que se dedicaram à análise e ao entendimento da cultura e da política norte-americanas.

Para enaltecer a função desses especialistas, a Revista USP preparou o dossiê Americanistas: quem são os brasileiros que melhor entenderam os Estados Unidos da América, que será lançado no dia 3 de maio, às 17h30, no Auditório da Congregação do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP.

O evento contará com a presença de Ricardo Zuniga, cônsul geral dos Estados Unidos em São Paulo, Pedro Dallari, diretor do IRI, Carlos Eduardo Lins da Silva, jornalista e organizador da edição, Antonio Dimas, colaborador do número lançado e professor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, e Francisco Costa, editor da Revista USP.

A revista

O cônsul dos Estados Unidos em São Paulo, Ricardo Zuniga, estará presente no lançamento da revista – Foto: Pete Souza/Fotos Públicas

Como critica Carlos Eduardo Lins da Silva na apresentação do dossiê, há uma falta de reconhecimento, na comunidade acadêmica, a respeito dos pesquisadores nacionais que analisam o exterior. Enquanto isso, os estrangeiros que estudam o nosso país, chamados de brasilianistas, recebem seu devido destaque.

“Por que não fazer um dossiê com americanistas, explicando quem são esses brasileiros que estudaram e escreveram materiais aprofundados, objetivos e claros sobre os norte-americanos e os Estados Unidos?”, questiona Francisco Costa, justificando a escolha do tema para a 112ª edição da Revista USP. “A influência dos Estados Unidos na vida das pessoas é muito grande, mas nem sempre os brasileiros que se debruçam sobre os Estados Unidos são reconhecidos. Então, esse volume tenta apontar essa falha e também indicar quem são os verdadeiros estudiosos das Américas, ou pelo menos alguns, que precisam ser lidos e levados em consideração.”

Para isso, o dossiê traz artigos sobre os trabalhos desenvolvidos pelos escritores Monteiro Lobato e Érico Veríssimo, os antropólogos Gilberto Freyre e Roberto DaMatta e o político Joaquim Nabuco, entre outros americanistas notáveis.

Dentre os artigos publicados, “A presença dos EUA na obra infantil de Monteiro Lobato”, escrito por José Roberto Whitaker Penteado, evidencia a admiração do escritor pelos valores norte-americanos, mesmo que sua obra visasse ao desenvolvimento da identidade brasileira. Em outro artigo sobre o escritor, a professora universitária Milena Ribeiro Martins explora a atuação de Lobato como divulgador das ideias norte-americanas a partir de seus textos críticos, ficcionais e pessoais.

No artigo “Lanterna de luz mórbida — Érico Veríssimo e os problemas raciais nos Estados Unidos”, o professor Carlos Cortez-Minchillo analisa como o escritor gaúcho abordou a questão em seus livros de viagem, revelando uma face mais complexa e objetiva da sociedade norte-americana.

A nova edição da Revista USP – Foto: Reprodução

Outros trabalhos publicados são “Americanos por brasileiros no fim do século XIX”, do professor Antonio Dimas, “O amigo americanista. Entrevista com o professor Antonio Pedro Tota”, do jornalista norte-americano Matthew Shirts; “DaMatta: cronista de duas culturas”, de Roque de Barros Laraia, e “A outra América de Gilberto Freyre”, escrito por Alfredo Cesar Melo.

Revista USP, número 112, dossiê Americanistas, publicação da Superintendência de Comunicação Social (SCS) da USP (telefone 11 3091-4403), 180 páginas, R$ 20,00.

O lançamento da revista será no dia no dia 3 de maio, às 17h30, no Instituto de Relações Internacionais (IRI) da USP (Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, s/n, travessas 4 e 5, na Cidade Universitária, em São Paulo).

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados