Orquestra da USP abre temporada 2018 na Sala São Paulo

Osusp também fará apresentações em unidades da USP e no Festival de Inverno de Campos do Jordão

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
A Orquestra da USP (Osusp): concerto de abertura da temporada 2018, no dia 3 de março, terá regência do maestro Roberto Tibiriçá – Foto: Divulgação/Osusp

.
Neste sábado, dia 3 de março, às 21 horas, a Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) inaugura sua temporada de concertos em 2018 com uma apresentação na Sala São Paulo. O concerto terá a regência do maestro Roberto Tibiriçá e solos ao piano do professor Eduardo Henrique Soares Monteiro, diretor da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e curador da temporada 2018 da Osusp. Eles irão interpretar composições de Carl Maria von Weber, Johannes Brahms e Wolfgang Amadeus Mozart. 
No dia 2, sexta-feira, às 12h30, a orquestra fará um ensaio aberto no Centro de Difusão Internacional (CDI) da USP.

Mais de 20 apresentações estão programadas para ocorrer entre os meses de março e dezembro, em locais como a Sala São Paulo, o Festival de Inverno de Campos do Jordão, a Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM) da USP e o CDI. A Osusp pretende realizar ainda turnês pelos campi da USP, descentralizando a realização de suas atividades. O encerramento da temporada acontece em 8 de dezembro com a Grande Missa em Dó Menor, de Mozart, regida pelo maestro Marcelo Lehninger, com participação do Coro Contemporâneo de Campinas.

Curador da Osusp, o professor Eduardo Monteiro também participa do concerto de abertura da temporada 2018 da orquestra – Foto: Alan Betson

.
O concerto de abertura da temporada é parte da
Série Sala São Paulo, sequência de oito apresentações com repertório que inclui obras de compositores como Claude Debussy, Franz Schubert, Heitor Villa-Lobos, Igor Stravinsky, Ludwig van Beethoven, Maurice Ravel e Robert Schumann. Eles serão interpretados por artistas contemporâneos, como Cláudia Nascimento, Cláudio Micheletti, Fábio Cury, Luís Gustavo Petri, Luís Otávio Santos e Stefan Geiger. Regentes estrangeiros também vão se apresentar, como o alemão Benedict Kloecknero, o russo Sasha Boldachev e o uruguaio Nicolás Pasquet. Todas as apresentações da série serão precedidas de ensaios abertos ao público, realizados no CDI.

Monteiro informa que os maestros de cada temporada são indicados através de uma lista feita pelos próprios membros da Osusp e, partir dessa lista, a orquestra entra em contato com os regentes. Após a escolha, abre-se um diálogo com o regente para a escolha do repertório, “baseado na formação atual da orquestra, no número de músicos que a gente possui”, além de outros fatores, como o caráter “inovador” da obra, “seja porque são peças consagradas, seja por serem de gosto popular, seja por serem obras contemporâneas”, explica.

Apresentação da Osusp na Sala São Paulo, em 2017 – Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

.
Parcerias

A Osusp também vai participar do tradicional Festival de Inverno de Campos do Jordão, que acontece em julho. Ela fará duas apresentações: na Sala São Paulo, em 19 de julho, e em Campos do Jordão, no dia 20 do mesmo mês.

Já a Série Música na BBM é um projeto realizado pela Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin e ocorre mensalmente na Sala de Música Villa-Lobos da Biblioteca, na Cidade Universitária. Serão oito apresentações ao longo do ano, oferecendo aos públicos interno e externo à USP repertórios diversos e consagrados da música de câmara, compreendendo quartetos de cordas, trios de sopros e outros tipos de formações.

Além disso, a Osusp mantém uma parceria com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), através da Série Concertos Matinais, iniciativa da Osesp com outras orquestras, que tem por objetivo oferecer à população concertos matinais gratuitos, aos domingos, na Sala São Paulo. A Osusp fará uma apresentação no dia 21 de outubro, com ensaio aberto no CDI.

Há cooperação também entre a Osusp e o Departamento de Música da ECA. Monteiro explica que, durante este ano, será desenvolvido um projeto entre os estudantes de Música da ECA e o professor Pedro Paulo Salles, visando à elaboração de concertos didáticos para crianças das redes públicas de ensino municipal e estadual de São Paulo.

O objetivo “é que eles entrem em contato com esse tipo de linguagem (musical), que vejam uma orquestra, que se sensibilizem e apreciem um espetáculo que nunca viram antes. Se a criança chegar em casa e pedir para ver um concerto da Orquestra, conquistamos esse objetivo”, afirma. “Temos uma orquestra dentro da Universidade, alunos que trabalham com licenciatura, com a questão de musicalização e sensibilização, e com o público infantil. Eles têm uma oportunidade maravilhosa para colocar em prática o que estão aprendendo no curso.”

Mais informações sobre a Orquestra da USP (Osusp) podem ser obtidas neste site. A programação completa da temporada de concertos de 2018 pode ser acessada neste link.

A Sala São Paulo está localizada na Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, em São Paulo. Mais informações podem ser obtidas neste site.

O Centro de Difusão Internacional (CDI) da USP fica na Avenida Professor Lúcio Martins Rodrigues, 310, na Cidade Universitária, em São Paulo.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados