Novo site mostra a vida e a obra de Mário de Andrade

Criada pelo professor da USP Carlos Augusto Calil, plataforma traz detalhes e curiosidades sobre as várias facetas do escritor modernista

Por - Editorias: Cultura
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Baptistão_ Caricatura Mario de Andrade_ Foto Francisco Emolo/Arquivo Jornal da USP
Caricatura de Mário de Andrade, por Eduardo Baptistão – Foto: Reprodução/Acervo IEB

Um novo site traz detalhes sobre a vida e a obra de um dos mais importantes intelectuais paulistas, Mário de Andrade. Criado em julho pelo professor Carlos Augusto Calil, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, ele apresenta textos e imagens que retratam as múltiplas faces do autor de Macunaíma, que, além de escritor, foi também professor de música, crítico de arte, poeta e antropólogo, entre outras atividades. O site – intitulado Morada do Coração Perdido, como Mário se referia à sua própria casa –, é uma extensão da exposição permanente de mesmo nome em cartaz na Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, na Barra Funda, em São Paulo, instalada no mesmo local em que o escritor morou de 1921 até sua morte, em 1945.

A exposição busca reconstituir, ainda que simbolicamente, o ambiente da época em que o escritor residiu na casa. Para isso, são utilizados recursos audiovisuais, fotografias, vídeos e sons. “Em consequência da enorme pesquisa e do fato de que nem tudo pôde ser trazido de volta para a casa, por questões físicas e financeiras, decidimos criar um site para abrigar o que ficou de fora”, relata Calil. “O site não é fechado, claro, e pode receber, no futuro, mais informações e mais material. É um trabalho contínuo.”

20160801_07_mario-acervo
Mário de Andrade – Foto: Acervo/IEB

O site é rico em conteúdo, tanto em texto quanto em imagens. Por exemplo, na seção “Família Unida”, pode-se ter acesso a detalhes sobre as origens do artista através de uma descrição completa de sua família. As plantas que Mário de Andrade mantinha em sua casa estão nas seções “Morada do Coração Perdido” e “Minha casa”, em que é explicada a íntima relação do escritor com o local. As seções “Galeria de Retratos/Linha do tempo” e “Cronologia” cobrem os momentos mais importantes da vida do escritor, enquanto em “Ruas do Meu São Paulo” o internauta viaja pelos pontos da capital paulista por onde Mário de Andrade costumava transitar. A seção “Meu Xará Maravilhoso” mostra a pouco conhecida relação de Mário de Andrade com o futebol, que se dava principalmente por meio do jogador de futebol do Club Athletico Paulistano – na época um dos mais importantes clubes do Brasil – chamado Mário Andrada, o que despertou a atenção do escritor. Todas essas seções são ilustradas por fotografias, por trechos de relatos de pessoas que conviveram com Mário de Andrade e por seus poemas.

Fotógrafo aprendiz

No site, há seções que abordam cada uma das várias facetas de Mário de Andrade, como suas empreitadas como fotógrafo amador, em “Fotógrafo Aprendiz”, e suas viagens pelo Brasil, em “Turista Aprendiz”. As atividades do escritor como professor de Estética e História da Música do Conservatório Dramático e Musical, suas aulas particulares de piano, ministradas em casa, sua função pública como primeiro secretário de Cultura do Brasil, quando dirigiu o Departamento de Cultura da Prefeitura de São Paulo, e sua colaboração com o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan) também estão retratadas no site.

slide
Disco de Mário de Andrade - Foto: Francisco Emolo/Arquivo Jornal da USP
slide
Mário de Andrade - Foto: Acervo IEB
slide
Mário de Andrade - Lasar Segall/Acervo IEB
slide
Mário de Andrade - Foto: Acervo IEB
slide
Retrato de Mário de Andrade - Acervo IEB
slide
Mário de Andrade em Poços de Caldas - Foto: Divulgação
slide
Mário de Andrade - Candido Portinari/Acervo IEB
Prev
Next

Além dessas ocupações, Mário de Andrade foi um artista e escritor voraz, tanto por ofício como por prazer. Isso está expresso nas seções do site dedicadas à sua obra como romancista e poeta e também em “Mário Carteador”, seção que trata das milhares de cartas escritas por ele ao longo da vida. Um exemplo dessa correspondência é uma carta inédita, exposta na mostra Morada do Coração Perdido, dando conta de um almoço durante uma de suas viagens pelo País ao amigo Paulo Prado, mecenas da Semana de Arte Moderna de 1922.

Nas seções “O Colecionador”, “Retratos e Caricaturas” e “Despotismo de Livros”, o internauta encontra o vasto e eclético acervo artístico e bibliográfico de Mário de Andrade, além de sua coleção de autorretratos, em desenhos feitos por seus amigos artistas e por ele mesmo.

Sua coleção de discos, também muito eclética, tem espaço na seção “Da Vitrola de Mário”, em que é possível até ouvir gravações de seu acervo e ler trechos de comentários escritos por Mário de Andrade, em sua persona de professor e crítico musical.

Baptistão_ Caricatura Mario de Andrade - Foto: Francisco Emolo/Arquivo Jornal da USP
Mário de Andrade, em caricatura de Eduardo Baptistão – Foto: Reprodução/Acervo IEB

A sala de estudos onde Mário de Andrade dava aulas de música está conservada na exposição da Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, com o piano e estantes originais, além de partituras e retratos de alunos, ao som da trilha variada do acervo musical do artista. Isso é mostrado na seção do site dedicada à exposição, onde há fotos e descrições de todos os seus ambientes.

O site Morada do Coração Perdido, sobre Mário de Andrade, pode ser acessado no endereço http://oficinasculturais.org.br/mariodeandrade.

A exposição permanente Morada do Coração Perdido está em cartaz de terça-feira a sábado, das 10h às 18h, na Casa Mário de Andrade (rua Lopes Chaves, 546, Barra Funda, São Paulo). Entrada grátis. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3666-5803, ramal 23.

 

Leia também:

“Mário de Andrade é uma figura única”, diz Calil

 

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados