Novo portal mostra a história cultural da edição ibero-americana

Plataforma que será lançada em evento nos dias 18 e 19 apresenta a trajetória da produção editorial nas Américas e na Península Ibérica desde o século 19

Por - Editorias: Cultura
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Biblioteca do autor, sob a direcção científica de Francisco Bautista Pérez, professor de literatura americana Espanhola e Latino na Universidade de Salamanca, sobre a vida e obra de Alfonso X, o Sábio (1221-1284)
Alfonso X, o Sábio (1221-1284), grande incentivador da cultura no século 13 na Península Ibérica

.
O Espaço Integrado das Artes – instalado no antigo prédio do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP, na Cidade Universitária –
 recebe, nos dias 18 e 19 de agosto, o lançamento do portal EDI-RED: Editores y Editoriales Iberoamericanos, que registra a história cultural da edição literária ibero-americana desde o século 19. Eventos similares foram realizados em Madri e Barcelona em maio deste ano. A edição brasileira aprofundará a discussão sobre os fatores que condicionam os editores a traduzir uma obra literária.

20160817_01_arte
Valeria de Marco, professora da FFLCH e responsável pelo evento de lançamento do portal – Foto: Divulgação

Segundo a professora Valeria de Marco, docente do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP e responsável pelo evento, o objetivo do portal é “acompanhar a história da produção literária a partir do estabelecimento do que chamamos de editor moderno. Ou seja, do momento em que o livro finalmente se barateia e torna-se um bem razoavelmente acessível para consumo”. Ela destaca que o EDI-RED é fruto de um projeto de pesquisa com mais de 200 colaboradores de diferentes universidades de todo o continente americano, além de Espanha, França, Inglaterra, Alemanha e países do norte da África. De acordo com o texto de apresentação publicado no site, o novo portal pretende “traçar o mapa da edição literária em castelhano, catalão, euskera e galego, assim como em português, desde 1800 até a atualidade, seja em papel, seja em formato digital”.

A professora Valeria conta que o portal foi incorporado ao site da Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes, que já tinha uma estrutura compatível com o projeto e tem acesso livre. Mesmo com a infraestrutura relativamente firmada, os engenheiros informáticos da biblioteca trabalharam por cerca de um ano para finalizar o sistema atual. Por ora, somente uma parte do conteúdo previsto está disponível. A professora Valeria aponta que muito conteúdo já está pronto, mas está sendo publicado aos poucos, enquanto a plataforma se consolida.

O portal tem caráter acadêmico e, portanto, traz diversas matérias produzidas e assinadas por especialistas, todas com uma bibliografia de referência indicada. Estão acessíveis também históricos das editoras e entrevistas em vídeo com editores de diversos países, hospedadas no canal da Biblioteca Virtual Miguel de Cervantes no YouTube (cervantesvirtual).

Alfonso X, o Sábio ditando o "livro dos jogos". Biblioteca do Mosteiro de San Lorenzo de El Escorial
Alfonso X, o Sábio, ditando o Livro dos Jogos. Biblioteca do Mosteiro de San Lorenzo de El Escorial

Outros aspectos do projeto estão previstos, mas ainda não disponíveis. Serão abordadas a legislação do processo editorial, a maneira como eventos como feiras e lançamentos influenciam a indústria e a constituição das redes sociais – relação entre editores, editores e escritores e entre críticos e editores.

Valeria lembra que todo o processo é muito trabalhoso, já que, antes de iniciar de fato análises mais profundas, é necessário estabelecer um grande banco de dados que registre as edições e traduções feitas em línguas ibero-americanas. Segundo ela, “no momento, a literatura mais disponível é a espanhola. Mas o intuito é disponibilizar obras da literatura brasileira, por exemplo, traduzidas para todas as línguas da Península Ibérica”.

O evento nos dias 18 e 19, segundo a professora, apresenta grande potencial para estudantes, professores de letras, história, comunicação e artes, além de profissionais da área da editoração, pois indica “um campo novo de pesquisa que interessa a todo tipo de trabalho relacionado à literatura, edição, leitura e suas histórias”.

O portal EDI-RED: Editores y Editoriales Iberoamericanos – História Cultural da Edição Ibero-Americana (séculos XIX-XXI) pode ser acessado neste endereço:

www.cervantesvirtual.com/portales/editores_editoriales_iberoamericanos.

O evento de lançamento do portal ocorrerá nos dias 18 e 19 de agosto, das 10h30 às 17h, no Espaço Integrado de Artes (rua da Praça do Relógio, 106, Cidade Universitária, em São Paulo).

A programação completa do evento está disponível neste endereço:

https://drive.google.com/file/d/0B6ZXunkNJQ6CcDhuRzBWTVg1ZDg/view?pref=2&pli=1

.

.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados