Museu Republicano de Itu promove integração entre artistas e a comunidade

Atividades de férias do museu, que vão até o dia 30 de julho, incluem oficinas de cerâmica, música e literatura

Por - Editorias: Cultura
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
O Museu Republicano Convenção de Itu da USP - Foto: Wikimedia Commons
O Museu Republicano Convenção de Itu da USP – Foto: Wikimedia Commons

.
Este mês de julho conta com programação especial de férias do Museu Republicano Convenção de Itu, extensão do Museu Paulista da USP. As atividades começaram no dia 2 e vão até o dia 30 de julho.
Segundo a educadora Aline Zanatta, responsável pela programação, “as atividades foram pensadas como uma forma de trazer os artistas da comunidade para dentro do museu, para que eles participem e também ministrem atividades, mostrando seu trabalho. Queremos que o museu seja um espaço de encontro para a produção artística que existe na cidade, e que através dele as pessoas da comunidade possam conhecê-la melhor e interagir com ela”.

Crianças em visita ao Museu Republicano Convenção de Itu - Foto: Divulgação
Crianças em visita ao Museu Republicano Convenção de Itu – Foto: Divulgação

As primeiras atividades são oficinas de confecção e pintura de azulejos, divididas em duas etapas, devido ao processo necessário para realizar a atividade e à diferença de públicos. A primeira parte, para os adultos, ocorreu no dia 2 de julho, quando os participantes receberam uma introdução à arte e à prática manual da azulejaria, fizeram a massa dos azulejos e os colocaram no forno. A segunda parte é a pintura dos azulejos, no dia 17, das 13h30 às 14h30, e então eles voltarão para o forno. No dia 30 os participantes poderão buscar os azulejos que produziram. As crianças fizeram somente a pintura dos azulejos, no dia 3, e também poderão buscar o que produziram no dia 30.

Essa oficina é ministrada pela ceramista Silvana Novelli, artista plástica da cidade que também trabalha com conservação e restauração de patrimônio. Aline explica que “não foi possível abrir muitas vagas para a atividade, porque se trata de um trabalho que necessita de espaço e tempo para se ter um contato mais tranquilo com a técnica e requer atenção para ser realizado”. Ela informa que o museu está recebendo, via e-mail e telefone, manifestações de interesse de pessoas que não conseguiram se inscrever. “Pedimos que quem estiver interessado em participar entre em contato, porque, se tivermos um bom número de pessoas, podemos voltar a oferecer a oficina mais adiante. É um trabalho muito diferente. Não conheço na região um trabalho educativo com essa técnica de azulejaria, em que as pessoas têm a chance de aprender o que é essa arte, os tipos de tinta usados, enfim, é uma iniciação à arte da cerâmica”, ressalta Aline.

Nos dias 6 e 20 de julho, das 14 às 15 horas, haverá uma mediação educativa, realizada por Aline e por Cristina Nizzola, também educadora, apresentando a azulejaria que compõe o museu. “A mediação é aberta a todos os públicos, tanto adultos quanto crianças, e nela tentaremos compreender como é construída a narrativa visual do museu, a partir de que fontes ela foi construída e qual a inspiração do artista para compor a azulejaria, com quais tradições ela dialoga, além do sentido dessa azulejaria na cidade de Itu”, explica Aline.

Música no Museu, com o duo Levada de Choro, formado por Laís Francischinelli no clarinete e Marlos Mateus no violão de sete cordas, é outra atividade que exemplifica a proposta do evento de abraçar os artistas locais. “O Marlos e a Laís são amigos, ambos são músicos, ele é professor de música em Itu, onde nasceu, e eles têm uma carreira há muito tempo na região”, diz a educadora. Essa atividade ocorre no dia 10 de julho, às 14h30, no saguão do Museu Republicano.

.

Os jardins do museu - Foto: Divulgação
Os jardins do museu – Foto: Divulgação

.

A última atividade programada é a Biblioteca Comunitária de Itu, no Jardim Quatro Estações do museu, que ocorre no dia 30, das 10 às 16h30. Nela será recebido um grupo de estudantes que durante um tempo organizou uma biblioteca comunitária na cidade. Conforme explica Aline, essa biblioteca não existe mais devido à falta de espaço. “Então, faremos um encontro com esses estudantes no nosso jardim, no qual ofereceremos as mesmas atividades que costumavam ocorrer quando existia a biblioteca, como oficinas de fanzines (revistas amadoras de quadrinhos, poesias e assuntos variados), trocas de livros, contadores de histórias e leituras públicas.” No mesmo dia, na sala de oficinas, ao lado do jardim, haverá a exibição do filme Território do Brincar, que mostra como as crianças interagem, constroem seus brinquedos, brincadeiras e espaços por todo o Brasil. “O evento é aberto a todos e não tem inscrição. Queremos que as pessoas da comunidade venham participar das oficinas. Será um dia de debate, conversas, trocas. Vamos exibir também um varal com fotos da antiga biblioteca comunitária. É uma atividade ótima para a família”, convida Aline.
.

Foto: Divulgação
A sala que reunia os republicanos em Itu, no século 19, hoje uma das principais atrações do Museu Republicano Convenção de Itu da USP – Foto: Divulgação

.
Todas as atividades são gratuitas. A programação completa está disponível no site http://www.mp.usp.br/mr/. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 4023-0240.

O Museu Republicano Convenção de Itu da USP fica na rua Barão do Itaim, 67, em Itu. Mais informações podem ser obtidas no site do museu (www.mp.usp.br/mr).

.

.

.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados