Livros judaicos dos séculos 17 e 18 são tema de palestra na USP

Especialista holandês falará sobre mudanças na cultura sefardita provocadas pela imprensa

Por - Editorias: Cultura
Professor da Universidade de Amsterdã abordará a arte nos livros publicados pelos judeus de origem ibérica em Amsterdã, nos séculos 16 e 17 – Imagem cedida por Daniel Strum

Nesta sexta-feira, 2 de março, às 14 horas, o professor Emile Schrijver, da Universidade de Amsterdã, fará uma palestra, integralmente em inglês, sobre o livro  The book art of the Sephardic Jews of Amsterdam in the seventeenth and eighteenth centuries (em tradução livre: A arte do livro dos judeus sefarditas de Amsterdã nos séculos XVII e XVIII). A palestra ocorre no Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Schrijver é o diretor geral do Jewish Historical Museum e Jewish Cultural Quarter, na Holanda, além de professor de História do Livro Judaico na Universidade de Amsterdã. Ele é também um dos curadores da Braginsky Collection of Hebrew Manuscripts and Printed Books, em Zurique, Suíça.

A palestra será mediada pelo professor Daniel Strum, do Departamento de História da FFLCH. “Aqui, especificamente, ele vai tratar sobre a mudança da cultura dos judeus desde a introdução da imprensa e vai falar sobre a arte nos livros publicados pelos judeus de origem ibérica, em Amsterdã, no século 16 e 17”, diz Strum. “Ele estuda essas transformações ocorridas desde o final do século 16 até o começo do século 19, no fim das guerras napoleônicas.”

A leitura indicada está disponível e pode ser adquirida aqui.

Judeus sefarditas são os descendentes das antigas e tradicionais comunidades judaicas da Península Ibérica. A presença dessas comunidades naquela região é muito antiga, sendo mesmo anterior à formação dos reinos ibéricos cristãos. No entanto, com a perseguição desse povo pela Inquisição espanhola e pela imposição de valores cristãos em sua cultura no território português, inúmeros sefarditas tiveram que se refugiar para outros países, como a Holanda, e bem mais tarde para o Brasil.

A palestra ocorrerá das 14h às 15h30 na FFLCH (Avenida Professor Lineu Prestes, 338, Cidade Universitária, em São Paulo). O evento é gratuito e não precisa ser feita inscrição.

 

Textos relacionados