Grossmann destaca o processo de formação cultural de Berlim

Na coluna que foi ao ar no dia 14 de dezembro, o professor citou três momentos decisivos para a configuração cultural da capital alemã

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

logo_radiousp790px
.

Universidade Humboldt de Berlim modelo de universidade moderna que vai influenciar universidades de todo o mundo - Foto: Wikimedia Commons
Universidade Humboldt de Berlim: modelo de academia moderna que influenciou universidades de todo o mundo – Foto: Wikimedia Commons

Na coluna que foi ao ar no dia 14 de dezembro, o professor Martin Grossmann abordou três momentos importantes para a formação cultural da cidade de Berlim, na Alemanha, onde atualmente realiza pesquisas acadêmicas.

O primeiro momento, ainda na época do império prussiano, é pontuado pela figura do filósofo Gottfried Wilhelm Leibniz (1646-1716), o primeiro presidente da Academia de Ciências da Prússia. O segundo momento se dá com o fortalecimento dessa visão iluminista inaugurada por Leibniz, com a atuação de agentes como os irmãos Humboldt, Alexander e Wilhelm. Como destacou Grossmann, Wilhelm lançou o modelo de universidade moderna, adotado depois por várias academias do mundo, inclusive a USP.  Alexander foi um naturalista, explorador e aventureiro que ligou a Alemanha ao mundo. Já o terceiro momento se refere à consolidação do Modernismo em Berlim, na virada do século 19 para o 20.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail