USP tem cinco pesquisas contempladas no Prêmio Capes de Tese 2016

Relação traz as melhores teses de doutorado defendidas no Brasil durante o ano passado

Por - Editorias: Ciências, Universidade
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Crime fictício, ciência de verdade: curiosos têm dia de investigador em laboratório Na tarde da última sexta-feira (29), o Laboratório de Aulas Práticas do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP se tornou o centro de uma investigação criminal. Profissionais já formados, graduandos, alunos do ensino médio e professores do ensino básico eram alguns dos participantes da “Oficina CSI”, promovida pelo CientificaMente, projeto de extensão coordenado pela professora Maristela Martins de Camargo. Inspirada na célebre série americana, a atividade tem como objetivo descobrir, por meio da análise de DNA, qual dos suspeitos cometeu o crime investigado. Acompanhe na fotorreportagem a seguir todos os passos dessa busca, registrada pelas lentes da fotógrafa Cecília Bastos. Reg. 020-16 - foto Cecília Bastos
Outras 21 pesquisas da USP receberam menções honrosas – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou, no dia 10 de outubro, o resultado do Prêmio Capes de Tese Edição 2016, outorgado para as melhores teses de doutorado defendidas em 2015. Cinco teses da USP foram premiadas, selecionadas em cada uma das 48 áreas do conhecimento reconhecidas pela Capes nos cursos de pós-graduação, além de 21 que receberam menções honrosas, de um total de 89 trabalhos premiados. A relação completa está disponível aqui.

A premiação é constituída pelo Prêmio Capes de Tese e Grande Prêmio Capes de Tese, em parceria com a Fundação Conrado Wessel. São concedidos, ainda, prêmios especiais para as áreas de Educação e de Ensino, em parceria com a Fundação Carlos Chagas.

O Prêmio Capes de Tese consiste em passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação, que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília; certificado de premiação ao orientador, coorientador(es) e ao programa em que foi defendida a tese; certificado de premiação e medalha para autor; auxílio equivalente a uma participação em congresso nacional para o orientador, no valor de R$ 3 mil; bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até três anos para o autor da tese, podendo converter um ano em estágio pós-doutoral fora do País em uma instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado.

A Fundação Carlos Chagas oferece aos autores vencedores nas áreas de Educação e de Ensino um prêmio no valor de R$ 15 mil e quatro prêmios na categoria Menção Honrosa, no valor de R$ 5 mil cada, sendo duas premiações de Menção Honrosa em cada uma das duas áreas.

A cerimônia de entrega dos prêmios ocorrerá no dia 14 de dezembro, na sede de Capes, em Brasília.

Grande Prêmio

Durante a cerimônia, será outorgado ainda o Grande Prêmio Capes de Tese para a melhor tese selecionada em cada um dos três grupos de grandes áreas. Concorrem automaticamente as teses premiadas em sua área.

Ele consiste em passagem aérea e diária para o autor e um dos orientadores da tese premiada para que compareçam à cerimônia de premiação, que ocorrerá na sede da Capes, em Brasília; certificado de premiação ao orientador, coorientador(es) e ao programa em que foi defendida a tese; certificado de premiação e medalha para autor; auxílio equivalente a uma participação em congresso internacional para o orientador, no valor de R$ 6 mil; bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até cinco anos para o autor da tese, podendo converter um ano em estágio pós-doutoral fora do País em uma instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado; e US$ 15 mil para o premiado, concedidos pela Fundação Conrado Wessel.

Em cada ano, um cientista ilustre, brasileiro ou que tenha se radicado no Brasil, cuja pesquisa se tenha enquadrado no conjunto em que a premiação é concedida, é homenageado em cada uma das grandes áreas. Em 2016, serão homenageados Nise da Silveira, na grande área Ciências Biológicas, Ciências da Saúde e Ciências Agrárias; Ricardo de Carvalho Ferreira, nas Engenharias, Ciências Exatas e da Terra e Multidisciplinar (Materiais e Biotecnologia); e Octávio Ianni, nas Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes e Ciências Sociais Aplicadas e Multidisciplinar (Ensino).

Confira as teses da USP vencedoras do Prêmio Capes de Tese 2016

Área Autor Orientador e Coorientador Tese

Unidade

Ciências Sociais Aplicadas I Solange Maria dos Santos Daisy Pires Noronha O desempenho das universidades brasileiras nos rankings internacionais: áreas de destaque da produção científica brasileira Escola de Comunicações e Artes (ECA)
Engenharias I Priscila Rosseto Camiloti Marcelo Zaiat e David Jeison Núñes Recuperação de enxofre elementar a partir de águas residuárias em reatores anaeróbio/microaerado Escola de Engenharia de São Carlos (EESC)
Engenharias II Gabriel Paiva Fonseca Hélio Yoriyaz; Frank Verhaegen; Brigitte Reniers Monte carlo modelling of the patient and treatment delivery complexities for high dose rate brachytherapy Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen)
História Tâmis Peixoto Parron Rafael de Bivar Marquese A política da escravidão na era da liberdade: Estados Unidos, Brasil e Cuba, 1787-1846 Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH)
Medicina III Eduardo Atsushi Osawa Ludhmila Abrahão Hajjar Estudo randomizado para avaliação da terapia guiada por metas em cirurgia cardíaca de alto risco Faculdade de Medicina da USP (FMUSP)


Da Assessoria de Imprensa da USP, com informações da Capes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail