Unidades da USP se reúnem por projetos inovadores na rede de saúde

Além da abertura de um novo curso de medicina em Bauru, USP tem parceria para melhorar serviços de saúde na cidade

Por - Editorias: Ciências
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail
Um dos objetivos da parceria é aprimorar os sistemas de informação para melhorar o planejamento e atendimento em saúde – Foto Divulgação/Cemeai

.

No dia 18 de outubro, o Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (Cemeai) promoveu uma reunião com líderes de institutos da USP e da Secretaria Municipal de Saúde de Bauru para definir ações conjuntas em ensino e pesquisa na rede de saúde de atendimento à população.

As pesquisas nas áreas de matemática, estatística e computação desenvolvidas no Cemeai têm muitas ramificações para a saúde. A intenção dessa parceria é aprimorar modelos de otimização, inteligência computacional e análise de risco, de acordo com as demandas das redes pública e privada.

“Esta iniciativa marca o início de um trabalho de impacto para organizar o sistema, resolvendo problemas críticos que não atingem somente o Brasil”, comenta Alexandre Cláudio Botazzo Delbem, professor do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP e um dos líderes do projeto.

Segundo Delbem, este trabalho reduzirá o tempo de espera, priorizará os atendimentos de urgência — proporcionando sobrevida aos pacientes — e controlará a demanda e oferta de medicamentos — resultando na eficiência do uso e na economia dos cofres públicos, por exemplo.

Futuras instalações do curso de Medicina da USP em Bauru – Foto: Marcos Santos / USP Imagens

.
“Há muitos problemas no sistema que podemos ajudar a resolver com a criação desse ‘consórcio’ de instituições e pesquisadores de referência em suas áreas. Cada projeto pretende investir em uma frente”, explica. “Começaremos o trabalho pelo município de Bauru, que se mostrou solícito com a parceria.”

Os pesquisadores já estão trabalhando em propostas sugeridas para a implantação do curso de Medicina da USP, em Bauru, e também para a construção de um hospital público na cidade. Além da transferência de tecnologia, o Cemeai contribuirá ainda com o Mestrado Profissional em Matemática, Estatística e Computação Aplicadas à Indústria (Mecai).

“Temos muito interesse nesta parceria”, afirma José Eduardo Fogolin Passos, secretário municipal de Saúde de Bauru. “A expectativa é de que ela possa trazer para a saúde pública de Bauru um maior gerenciamento de informações e bases de dados dos nossos sistemas de informação. Acreditamos que projetos piloto possam ser desenvolvidos na área de sistema de informação para a rede de urgência, controle e manejo da assistência farmacêutica e integração de informações do cuidado aos pacientes na rede municipal de saúde”, planeja.

“Com mais informações e sistemas da informação poderemos ter maior planejamento em saúde com mais eficiência para a gestão local, mais cuidado aos usuários do SUS e maior comunicação na rede e para os profissionais e alunos”, afirma o secretário.

“O mercado oferece sistemas para a rede de saúde, no entanto, não existe nenhum trabalho específico e elaborado para problemas críticos como o que estamos desenvolvendo”, diz Delbem. “Já estamos iniciando o mapeamento dos principais aspectos da rede de saúde de Bauru, que será a base desta iniciativa que poderá ser implantada em todo o País e exterior, por intermédio dos projetos que iremos construir entre todos os pesquisadores e pessoas envolvidas nesta grande ação, visando a melhorar o atendimento à população”, conclui o professor.

.
Apoiadores

A reunião do dia 18 contou com a presença de representantes do novo curso de Medicina da USP, em Bauru, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP e da Secretaria Municipal de Saúde de Bauru.

Participaram do evento José Eduardo Fogolin Passos, secretário da Saúde da Prefeitura de Bauru; Vitor Bottino Cotait, do Departamento de Informática da Secretaria da Saúde/Prefeitura de Bauru; Alexandre Nolasco de Carvalho, diretor do ICMC; José Alberto Cuminato, diretor do Cepid Cemeai; Gerson Alves Pereira Júnior, especialista em Cirurgia de Urgência e do Trauma, do Departamento de Cirurgia da FMRP; José Sebastião dos Santos, professor de Cirurgia do Aparelho Digestivo da FMRP; Alessandra Mazzo, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP; Luiz Carlos Passarini, da EESC; Alexandre Cláudio Botazzo Delbem, professor titular do ICMC; e Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, professora titular de Odontopediatria e diretora da Faculdade de Odontologia de Bauru.

Sobre o Cemeai

O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (Cemeai), com sede no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) financiados pela Fapesp.

O Cemeai é estruturado para promover o uso de ciências matemáticas como um recurso industrial em quatro áreas básicas: Otimização Aplicada e Pesquisa Operacional, Mecânica de Fluidos Computacional, Modelagem de Risco, Inteligência Computacional e Engenharia de Software.

Além do ICMC, CCET-UFSCar, Imecc-Unicamp, Ibilce-Unesp, FCT-Unesp, IAE e IME compõem o Cemeai como instituições associadas.

Raquel Vieira / Assessoria de Comunicação do CeMEAI

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn1Print this pageEmail