Professor da USP é laureado pela Association for Computing Machinery

Menção distingue pesquisadores que “expandem as fronteiras das descobertas científicas e impulsionam o desenvolvimento econômico”

Por - Editorias: Tecnologia
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

A Association for Computing Machinery (ACM) reconheceu 45 membros por suas contribuições individuais para o avanço da ciência, da engenharia e da educação em computação. Fábio Kon, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP e coordenador adjunto de Pesquisa para Inovação da Fapesp, foi nomeado na categoria Distinguished Scientists. Kon é o segundo brasileiro a receber a láurea da ACM: Carlos Lucena, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, a recebeu em 2009.

Além de Kon, único representante do Brasil, foram considerados Distinguished Scientists, Distinguished Educators e Distinguished Engineers profissionais que atuam em universidades, empresas e instituições de pesquisa da Áustria, Canadá, China, Hong Kong, Índia, Itália, Coreia, Japão, Holanda, Singapura, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

“As contribuições de nossos destacados membros conduzem a avanços que melhoram nossas vidas, expandem as fronteiras da descoberta científica e impulsionam o desenvolvimento econômico”, afirmou Vicki L. Hanson, presidente da ACM, sublinhando que a lista dos 45 laureados mostra que, nesse campo do conhecimento, “a excelência não tem fronteiras”.

“Fiquei muito feliz e honrado com o prêmio pois ele reconhece todo o esforço que eu e meus alunos fizemos nos últimos 15 anos. Mas o mais importante são as portas que esse título pode abrir para o futuro em termos de colaborações internacionais para pesquisa de alto nível”, afirmou Kon.

A ACM é a maior sociedade científica da computação do mundo, reunindo educadores de computação, pesquisadores e profissionais com o objetivo de inspirar o diálogo, compartilhar resultados e endereçar novos desafios científicos.

Com informações da Agência Fapesp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados