Publicação traz entrevista com autora de “Interpretar o patrimônio”

Além de estudos relativos ao patrimônio cultural, “Revista CPC” traz entrevista exclusiva com Celina Albano, autora de obra referência na área

Por - Editorias: Ciências Humanas

A Revista CPC (número 24, 2017) acaba de lançar seu mais novo número. O periódico semestral do Centro de Preservação Cultural da USP foca em um conteúdo mais acadêmico com o objetivo de abordar questões afeitas ao patrimônio cultural em seus múltiplos aspectos, trazendo artigos resenhas e notícias.

O trabalho que inicia a revista A problemática da ruína: das teorias da preservação patrimonial do século XIX ao restauro crítico, de Angela Rosch Rodrigues, doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, tem como objetivo colaborar para a maturação do conceito de monumento histórico que se sedimentou a partir do século 19.

A pesquisadora Celina Albano – Foto: www.ufmg.br

A preservação do patrimônio brasileiro nos boletins da Comisión Nacional de Museos, Monumentos y Lugares Históricos da Argentina, de Maria Sabina Uribarren, pós-doutoranda do Museu Paulista da USP, é o resultado da análise e dois textos publicados na Argentina entre 1940 e 1942, assinados por agentes vinculados a projetos de institucionalização da preservação do patrimônio cultural do Brasil.

A revista se encerra com uma entrevista produzida pela Luciana Guizan Aureliano, mestre em Design pela UEMG, que conversou com Celina Albano, doutora em Sociologia pela Universidade de Manchester e professora aposentada pela UFMG, para compôr o artigo Interpretação do patrimônio no Brasil: entrevista com Celina Albano. A entrevista é feita após quinze anos da publicação da obra Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar, e Celina é uma das organizadoras que logo se consagrou como uma referência para a área.

Para ter acesso do periódico na íntegra, acesse o Portal de Revistas USP.

Mais informações: e-mail revistacpc@usp.br

Textos relacionados